Segunda-feira, 28 de Julho de 2008

Namoro gay do seculo XXI

              O namoro Gay do Século XXI

 

     Existem texto que encontro na net, uns que nada acrescentam literariamente, outros também nada acrescentam à dignidade humana, mas de vez em quando lá vou encontrando alguns que merecem o meu respeito e a sua publicitação, até porque estão incertos em blogues que poucos lêem.

     Foi nesta minha procura insana que descobri um texto-desabafo, oriundo de Manaus do Brasil e que foi escrito por um tal Digaum.

     Porque felizmente ainda não entrámos no tal acordo luso-brasileiro da língua portuguesa, fiz algumas rectificações na literacia, não lhe mudando o contexto.

O seu título é o seguinte:

O Namoro GLS no século XXI

E reza assim;

 

     Tudo bem? Resolvi escrever um texto relacionado com o que se passa comigo hoje. Estamos vivenciando este século com muitas mudanças (adaptações) nos valores humanos. Por que os valores afectam nossos sentimentos?


O Namoro GLS no século XXI



     Para começar, basta você ligar sua televisão e se focar em imagens pejorativas de indivíduos em um reality show. O que se pressupõe, na verdade, é que os gays adolescentes hoje estejam mais focados em discutir relações heteros em realities shows do que propriamente correr atrás de seus direitos. Uma coisa que me enoja é ver um Big Brother da Vida ou até mesmo uma novela da Globo, e sair de casa e me deparar com a verdadeira realidade.

     Não somos respeitados, as pessoas me olham quando beijo outro homem! Será que essa política jornalista realmente funciona? Será que não seria melhor tornar mais maciça as campanhas federais e incentivos aos GLBT do que discutir relações pequenas numa caixa de tubo de raios catódicos (televisão)?

     Hoje meu namoro está em crise, não consigo dormir direito. Não consigo entender mais relacionamentos, acho que tenho que fazer uma pós-graduação em Psicologia do Coração, pois já não consigo mais entender como se dá os namoros.

     Primeiro você apaixona-se pelo sujeito e resolve conhece-lo mais e mais. Você o trata bem, divinamente bem, compartilha e resolve os problemas juntos como um casal convencional de namorados, depois você tem que aguentar grosserias e ouvir daquela pessoa que ela só gosta de você e que não te ama e que paixão a primeira vista é pura bobagem.

     É certo concordar que amor é diferente de paixão, mas não acreditar em amor a primeira vista é dar a sorte aos seus lamentos. Não consigo ficar no meio-termo tipo "gostar". Afinal, o que é "gostar"? É você sair, beijar na boca, passear com seu namorado na frente dos amigos e ficar policiando o outro para não te trair? Sinceramente, acho que não há mais valores hoje em dia.

     Eu, só consigo sentir ora paixão ora amor. Não consigo ser uma máquina, ainda. Eu me apaixono e gosto de me dedicar, quero ver a pessoa crescer. Se você vir que ela cresce, aquela paixão se torna gigante e já é amor.

     Será que é tão difícil querer-se relacionar com alguém? As pessoas hoje reclamam de solidão, mas se você fizer uma pesquisa, 90% delas vão te dizer que tem medo de sofrer.

     Deus passou nesta Terra e nos deixou com muita dor e sofrimento. Qual o ser humano que não sofre? É um processo natural! Acho ridículo! Ou você ama ou você está apaixonado. O "gosta" não existe. Existem termos que diferenciam a relação tipo: amizade, paixão e amor.

     O relacionamento entre duas pessoas passa por esse processo, é um processo natural. Quem ama sempre vai sofrer e quem se apaixona ou se arrepende do que faz de errado ou tem autoconfiança na sua relação. É muito natural.

     Não entendo meu namorado, ele sempre está stressado e reclamando da vida. Quero ver quando eu sair da vida dele, com certeza vai achar algo mais para reclamar. Nessa vida, se vive intensamente. Não tenho medo de ir para o inferno porque sou gay, mas desafio os preconceituosos a dizerem que estou errado. Se a homossexualidade fosse algo proibido, porque existiriam vidas em outros planetas? Porque Deus criaria outros planetas? O padrão não é a Terra, é o Universo! O Universo é uma diversidade, nós somos diversidade.

     Encarar homossexualidade como algo bizarro e tentar censura-la à vontade do Omnipotente, é simplesmente algo erróneo.

     Hoje exprimo minha revolta aos namoros de hoje. As pessoas querem mais te botar uma coleira em vez de te dizer Eu te Amo, ou eu estou apaixonado por você! Aí que o sentimentalismo vira materialismo. Somos um bibelô de ouro que nossos namorados têm que ficar carregando para lá e para cá como se fôssemos um troféu? Fala sério neh?

     Eu não sou de ninguém, mas a minha alma pertence às pessoas que eu amo, porque eh delas que minha alma é feita. Sou pura energia. Tento compreender as REGRAS deste planeta, mas assim é difícil conviver neh?

     Amor existe? Claro que existe! Onde ele está? Bem debaixo dos nossos narizes. Como ser feliz? Não sei neh! As pessoas têm medo de serem felizes porque tem medo de sofrer... Acordem jovens!

Beijos...

♂♂♂♂♂♂♂♂♂♂♂♂

Para vocês que compartilharam comigo este texto e se quiserem comentar, façam-no sem medos, pois o meu lema é “Não ter medo de ser diferente”

Um beijo para uns e um abraço para outros.

Nelson Camacho D’Magoito

 

Estou com uma pica dos diabos: Feliz mais uma vez
música que estou a ouvir: O Mundo é meu
publicado por nelson camacho às 21:48
link do post | comentar | ver comentários (9) | favorito
|
Sexta-feira, 25 de Julho de 2008

Fernanda Batista, obrigado!

 

 

Esta noite Portugal ficou mais triste, passou para o outro lado Fernanda Batista.

 

     A Fernandinha faleceu esta noite com 89 anos de idade.

 

     Estou mais triste que nunca, soube de repente que a minha Fernandinha apanhou a barca para o outro lado.

 

     Portugal ficou mais pobre artisticamente e sem mais um símbolo da nossa cultura.

 

     Falar nesta altura de quem era Fernanda Batista, não tenho coragem, nem as palavras se soltam.

 

     Só quero de imediato dizer ao mundo e aos senhores governantes que não se esqueçam desta nossa amiga que tantas alegrias, deu ao seu povo.

 

     Muitos, certamente irão explanar a sua carreira artística. Eu fico por aqui com uma fotografia em que actuamos os dois.

 

     Que Deus a tenha na Paz do Senhor.

 

     Um dia iremos novamente encontarar, mas desta vez, no palco do céu.

 

 

 

   Nelson Camacho

 

 

 

Estou com uma pica dos diabos: Triste
música que estou a ouvir: Fado da Carta
publicado por nelson camacho às 18:02
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
|
Quinta-feira, 24 de Julho de 2008

Apaixonado por uns olhos azuis

 

Olhos azuis apaixonantes

 

     Há coisas na vida que nos surgem sem contarmos. Uma delas á a paixão.

     Sempre disse que este não é o lugar indicado para contarmos as nossas vidas, pois não interessam a ninguém e normalmente são cheia de lamechas, mas um dia acontece a toda a gente.

     Não fiquei com o nome ou número de telefone, mas ele sebe como me pode encontrar.

     Tive oportunidade de lhe dizer que certamente depois de me conhecer melhor, iria ter outro parecer sobre mim, se assim acontecer, paciência. A vida nem sempre é fácil.

     Não ouve qualquer dúvida, assim que nos olhamos nos olhos, verificámos que havia uma certa química entre nós. “Eram os olhos azuis que ambos temos”.

     A noite estava fria, aquele pôr-do-sol que lá longe se ia esvanecendo no horizonte, deu-me a calma e o bom senso de não me adiantar mais nos meus intentos.

     A areia, como se isso fosse possível, pois até já estávamos no entardecer, até escaldava os pés. Não sei se foi pela dança frenética que tínhamos de fazer frente a grandes projectores, se pelos gritos do realizador que berrava para darmos saltos e gritos anunciando o produto que estávamos publicitando, se os copos que entretanto íamos bebendo ou os nossos corações e mentes não tivessem ainda adivinhado que aquele encontro, poderia ser a promessa de uma futura amizade.

     Não sei o que aconteceu, só sei que ás duas da manhã, percorri aqueles cem quilómetros mais rápidos da minha vida, para me embrulhar nos lençóis e dormir, dormir, para me esquecer daquele olhos azuis.

     Tinha participado em mais um daqueles filmes publicitários que se fazem agora para a época do verão. Pode ser que nos encontremos novamente em outra realização ou nos escritórios do nosso manager, entretanto, porque o filme já está a passar nas TVs, vou-o recordando, pena que não veja aqueles olhos azuis.

 

 

     Nelson Camacho D’Magoito

 

Estou com uma pica dos diabos: a espera
música que estou a ouvir: Teus olhos castanhos
publicado por nelson camacho às 21:08
link do post | comentar | favorito
|
Quarta-feira, 9 de Julho de 2008

Auguri Ricardo Pereira

 

Parabéns Ricardo Pereira

 

     “AUGURI” (parabéns em português) será uma nova produção cinematográfica luso-italiana que teremos oportunidade de vêr proximamente nos nossos cinemas.

 

     Vão iniciar-se as gravações no mês de Agosto em Portugal e Itália, estando a parte portuguesa a cargo de Miguel Gaudêncio e Nicolau Breyner.

 

     Ricardo Pereira está assim de parabéns. Não só é um menino bonito como um bom actor.

 

     No seu currículo, já constam vários bonecos (interpretações) dignos de nota, tanto em telenovelas como no cinema.

 

     A sua juventude foi passada entre o mar da Ericeira e o Liceu Camões, onde provou ser um bom aluno. Talvez da forma como foi mimado na sua infância, seja hoje, amigo do seu amigo, sincero e sensato na sua forma de estar na vida.

 

     Actualmente podemos vê-lo na telenovela Beleza Pura que é transmitida na Sic às 18 horas, onde representa um jovem português que é mordomo de uma família abastada e se apaixona pela filha da casa.

 

     Recomendo a sua observação não só por ser um artista português a trabalhar no Brasil, como o seu desempenho não fica nada a dever aos seus colegas actores brasileiros. Eu que não vejo novelas, até estou a ver esta!

 

    No seu currículo de TV, entre outros trabalhos, já constam; 43 episódios em “Pé na Jaca”, 103 em “Jura”, 104 em “A Senhora das Águas” e 58 em “O Bairro da Fonte”.

 

     Quanto ao cinema; em 2007 fez António em “Nadine”, em 2006 fez Roco em “Sonhos e Desejos” e em 2005, fez de Gustavo no célebre filme português “ O Crime do Padre Amaro”, entre outras participações desde 2001. Agora, é a vez de “Auguri”.

 

     Parabéns ou Auguri para ti, como quiseres Ricardo Pereira. (um artista português).

 

 

   Nelson Camacho D’Magoito

 

Estou com uma pica dos diabos: Feliz mais uma vez
música que estou a ouvir: Um sonho de amor
publicado por nelson camacho às 22:54
link do post | comentar | favorito
|

Gay, sua origem

Gay – Sua origem e como se traduz.

 

Como se traduz na gíria a palavra "gay"?

Quais os epítetos que são dados aos gays?

« Aqui ao ladecos fica a minha bicha de estimação ( Rainha do Jet7 do mundo gay, José Castelo Branco, rica com o dinheiro da Lady e comentadeira da SIC )

 

     Na procura de vários sites dedicados por uma ou outra razão à comunidade gay, encontrei como na gíria são tratados os Gays da nossa praça e achei tanta graça que não quis passar sem transcrever para aqui alguns epítetos porque são designados no entanto, para não ofender ninguém procurei na Wikipédia (enciclopédia livre) a verdadeira origem do termo, e consta assim:

 

     - “Conquanto a cultura contemporânea em geral tenha herdado o termo directamente do inglês (gay = “alegre, jovial”), o vernáculo do inglês colheu-o do francês arcaico (gui, com o mesmo significado) e este, por seu turno, obteve-o do latim tardio (gaiu, com semelhante significado).

     Assim, a etimologia remonta o termo actual a três transições cultural-linguísticas: do latim tardio ao francês; do francês (arcaico) ao inglês; do inglês às demais culturas actuais.

     A palavra originalmente não tinha conotação sexual necessária. Era usada para designar uma pessoa espontânea, alegre, entusiástica, feliz, e, nesse sentido, pode ser encontrado em diversas literaturas americanas, sobretudo as anteriores á década de 1920.

     No entanto o significado preliminar da palavra gay mudou drasticamente nos EUA, vindo a assumir o significado primordial actual, que, com a difusão da cultura estadunidense, tem sido amplamente utilizado.

     O termo gay, já marcado pela conotação sexual, ao ser difundido pelos países lusófonos, era utilizado principalmente de forma pejorativa contra homens gays. Contudo, a utilização da palavra pelos próprios homossexuais, a se referirem a si mesmos, fez com que a conotação negativa fosse amenizada. Em outras palavras, os homossexuais apropriaram-se da palavra, na busca de lhe retirar, assim, a carga insultuosa.

     Existem muitos sinónimos desta palavra no idioma português. No entanto, o uso dessas palavras é desaconselhado por serem elas consideradas de uso chulo e/ou de fundo preconceituoso.” ☺

 

     Feita esta explicação sobre o termo Gay e sem considerar que estou a infringir o que consta no último paragrafo da mesma, aqui ficam os tais epítetos que correm por ai.

 

     Se você achar graça e quiser acrescentar mais epítetos, pode faze-lo à vontade pois a comissão deste blogue agradece.

 

     Também se quiser acrescentar o nome de alguém (Gay-Bicha) que conheça e seja figura pública ou não, à frente de um dos epítetos conforme eu fiz à Rainha do Jet7 Castelo Branco (minha bicha de estimação) faça-o à vontade.

 

Gay, traduz-se por;

 

Paneleiro. (não deve repetir este termo pois é bastante ofensivo)

Rabeta.

Picolho. – David Motta

Abafa a costeleta.

Rabicho.

Pica no croquete.

Mamona.

Olhos de princesa. – Daniel Ferreira

Dá na anca.

Garota do Rossio.

Garota do Parque Eduardo VII

Abafa a palhinha.

Atraca por traz.

Maricas.

Larilas.

Bicha.

Bichona.

Bichana.

Bichérrima. – Amélia do Bichísses

Tricha.

Frequentadeira d'órinol.

Mira-papos.

Mira-pilas.

Mãos de vaca.

Manitas meigas.

Lábios de cetim. – José Castelo Branco

Bocas de forno.

Peidas públicas.

etc, etc, etc…

 

 

Sinónimos para todos os gostos!

 

     Nelson Camacho D’Magoito

 

Estou com uma pica dos diabos: Parvo com este post.........
música que estou a ouvir: A bicha já chegou
publicado por nelson camacho às 03:29
link do post | comentar | ver comentários (5) | favorito
|

.No final quem sou?

.pesquisar

 

.Fevereiro 2017

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
11
13
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28

.posts recentes

. Namorados

. A Intrusa

. Sábado chato para um amig...

. Um Recado

. As Borboletas

. Estou na prisão do tempo

. As minhas procuras no Nat...

. Pequenas coisas

. A história do Pátio do Ca...

. Finalmente libertei-me.

.arquivos

. Fevereiro 2017

. Janeiro 2017

. Outubro 2016

. Setembro 2016

. Agosto 2016

. Julho 2016

. Junho 2016

. Maio 2016

. Abril 2016

. Março 2016

. Fevereiro 2016

. Janeiro 2016

. Dezembro 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Janeiro 2009

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

.tags

. todas as tags

.favorito

. Sai do armário e mãe pede...

. Eurovisão

. Depois de "All-American B...

. Raptada por um sonho ...

. Crónica de um louco senti...

. Terminei o meu namoro!!‏

. Dois anjos sem asas...

. Parabéns FINALMENTE!!!!

. Guetos, porque não?

. “Porque razão é preciso t...

.A Tua visita conta

web counter free

.Sempre a horas para criticar

relojes web gratis

.Art. 13, n.º 2 da Constituição

Ninguém pode ser privilegiado, benificiado, prejudicado, privado de qualquer direito ou isento de qualquer dever em razão de ascendência, sexo, raça, língua, território de origem, religião, convicções políticas ou ideológicas, instrução, situação económica, condição social ou orientação sexual.
blogs SAPO

.subscrever feeds