Quinta-feira, 30 de Maio de 2013

França está de parabéns

1 casamento gay em frança

     Pronto! Ontem em Montpellier numa prefeitura francesa acabou o martírio quanto à dignidade humana entre dois homens.

 

    François Hollande o presidente francês deu como comprida a sua promessa eleitoral (contrariamente aos nossos dirigentes que não cumprem com o que prometem a quando das eleições).

 

     “Mariage pour tous”. Lei que foi definitivamente aprovada pelo parlamento no final de Abril e promulgada pelo Presidente François Hollande no passado dia 18 de Maio. Esta lei foi apoiada por mais de 70% dos franceses assim como foi uma das maiores reformas sociais em França desde a abolição da pena de morte em 1981.

 

     Conclusão:

 

     Bruno Boileau, de 30 anos, e Vincent Autin, de 40, disseram o "sim" perante a autarca socialista de Montepellier, Hélène Mandrou concretizando a lei que autoriza a união entre pessoas do mesmo sexo, promulgada no passado dia 18. A autarca destacou o "momento histórico" vivido hoje em França e lembrou os exemplos de Espanha e Portugal, antecedentes na legalização das uniões entre homossexuais.

 

     Já que esta lei passou com a aprovação de 70% da população francesa leva-me a pensar que os do contra que se manifestaram não foi o povo propriamente dito mas sim organizadas por “lobo” de religiões contarias.

  

Em Portugal só nos falta resolver o problema da adopção.

"Obrigada por me ler! Você estará sempre no meu coração"

 

Nelson Camacho D’Magoito

 

 

Estou com uma pica dos diabos: e satisfeito
música que estou a ouvir: Parabéns
publicado por nelson camacho às 19:46
link do post | comentar | favorito
|
Terça-feira, 21 de Maio de 2013

Dançar é vida

 

dançar é vida

 

        Se fosse um texto de sexo, com uma gaja nua, ou dois gajos em melaços beijinhos toda a gente parava por aqui para ler mais uma das minhas históricas eróticas mas como hoje se trata de poesia, quero ver quantos vêm até mim como Nossa Senhora veio aos pastorinhos e deixem os vossos comentários.

        Foi publicitado em um pagina do facebook este texto que não posso deixar de copiar para os meus amigos, descontraindo um pouco os nossos neurónios.

        É a dança da vida.

 

Dançar é vida

 

"Se as pessoas Dançarem um pouco mais, cantarem um pouco mais, tornarem-se um pouco mais loucas, as energias delas fluirão mais, e seus problemas desaparecerão pouco a pouco.
Desse modo, eu insisto na dança. Dance até o orgasmo: deixe toda a energia tornar-se dança e, de repente, você verá que você não tem cabeça – a energia parada na sua cabeça está-se movendo em todas as direcções, criando belos padrões, figuras, movimentos. E, quando você dança, chega um momento em que seu corpo não mais é algo rígido, ele se torna flexível, fluente.
Quando você dança, chega um momento em que suas fronteiras não estão mais tão claras:

- você se dissolve e se funde com o cosmo, as fronteiras se misturaram."

De: Osho

 

     Obrigado a Rita Eduardo em “Fonte eterna”

 

Dancem… dancem… um pouco mais ao som dos Gipsy Kings em Baila Me

 

"Obrigada por me lerem! Você estará sempre no meu coração"

 

      Nelson Camacho D’Magoito

                “Copy paste”

            de Nelson Camacho

Estou com uma pica dos diabos:
música que estou a ouvir: Dançando nas nuveis
publicado por nelson camacho às 23:53
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
|

Álvaro Cunhal – a minha homenagem

àlvaro Cunhal - 100 anos depois

      100 Anos, Já é tempo para reconsiderarmos e ter respeito por um dos maiores políticos portugueses! Álvaro Cunhal.

      Estou com este meu trabalho a juntar-me hás comemorações dos cem anos de Álvaro Cunhal relembrando a sua importância para a liberdade e a democracia conquistada em Abril de 74

 

      Aconselho aos jovens deste pais a procurar a sua história livre de preconceitos. Pela minha parte só quero homenagear aqui o homem com quem tomei café duas vezes na sede do PCP e contrariamente ao que demonstrava quando politico - um homem duro -, na realidade, era dos mais afáveis e intelectuais com quem jamais privei.

 

     Álvaro Barreirinhas Cunhal, Politico e escritor, nasceu em Coimbra a 10 de Novembro de 1913 e viria a falecer em Lisboa a 13 de Junho de 2005. Era filho de Avelino Henriques da Costa Cunhal, advogado, e de Mercedes Simões Ferreira Barreirinhas Cunhal, doméstica.

     Aos onze anos, mudou-se com a família para Lisboa, onde frequentou o Liceu Camões. Daí seguiu para a Faculdade de Direito da Universidade de Lisboa onde iniciou a sua actividade revolucionária.

     Em 1931, com dezassete anos, filia-se no Partido Comunista Português e integra a Liga dos Amigos da URSS e o Socorro Vermelho Internacional. Em 1934 é eleito representante dos estudantes no Senado da Universidade de Lisboa. Em 1935 chega a secretário-geral da Federação das Juventudes Comunistas. Em 1936, após uma visita à URSS, é cooptado para o Comité Central do PCP. Ao longo da década de 1930, colaborou com vários jornais e revistas como a “Seara Nova”e o “O Diabo”, e nas publicações clandestinas do PCP, o “Avante” e “O Militante”, com vários artigos de intervenção.

     Em 1940, Cunhal é escoltado pela polícia à Faculdade de Direito, onde apresenta a sua tese da licenciatura em Direito, sobre a temática do aborto e a sua despenalização, tema pouco vulgar para a época em questão. A sua tese, apesar do contexto político pouco favorável, foi classificada com dezasseis valores. Do júri fazia parte, Paulo Cunha, Cavaleiro Ferreira e Marcelo Caetano, figuras destacadas do regime Salazarista.

     Em 1961 é eleito Secretário-geral do PCP.

     A parir de 1962 passa a viver na clandestinidade em vários países. Regressa a Portugal em 30 de Abril de 1974.

     A 15 de Maio do mesmo ano toma posse como ministro sem pasta no I Governo Provisório. Mantém o mesmo cargo nos II, III e IV Governos Provisórios.

     Em 1975 é eleito deputado à Assembleia Constituinte e até 1992, altura em que se afasta do cargo de Secretário-geral do PCP, é eleito deputado à Assembleia da República, por Lisboa, em todas as eleições legislativas (1976; 1979; 1980; 1983; 1985; 1987). Só por curtos prazos ocupará esse lugar.

     Em 1982 torna-se membro do Conselho de Estado, cargo que abandona em 1992.

     Em Janeiro de 1989 parte para Moscovo, onde será sujeito a uma intervenção cirúrgica cardiovascular. Já recuperado, regressa a Portugal em Junho do mesmo ano.

     No ano de 1992 abandona o cargo de Secretário-geral do PCP, que passa a ser ocupado por Carlos Carvalhas, e é eleito pelo Comité Central para o então criado cargo de Presidente do Conselho Nacional do PCP.

     Liberto das suas funções de liderança partidária, Álvaro Cunhal, a par da actividade política corrente, assume claramente a sua condição de romancista e esteta. Neste sentido, em 1995 reconhece publicamente ser o romancista Manuel Tiago e um ano mais tarde publica um ensaio sobre estética, onde apresenta as suas reflexões neste domínio.

     Autor de vários romances e novelas, publicados sob o pseudónimo de Manuel Tiago.

  • “Até Amanhã, Camaradas”. Lisboa: Edições Avante!, 1974
    • Adaptado como série televisiva pela SIC.
  • “Cinco Dias, Cinco Noites”. Lisboa: Edições Avante!, 1975.
    • Em 1996 foi produzido um filme baseado nesta obra pelo realizador José Fonseca e Costa.
  • “A Estrela de Seis Pontas”. Lisboa: Edições Avante!, 1994.
  • “A Casa de Eulália”. Lisboa: Edições Avante!, 1997.
  • “Fronteiras”. Lisboa: Edições Avante!, 1998.
  • “Um Risco na Areia”. Lisboa: Edições Avante!, 2000.
  • “Sala 3 e Outros Contos”. Lisboa: Edições Avante!, 2001.
  • “Os Corrécios e Outros Contos”. Lisboa: Edições Avante!, 2002.
  • “Lutas e vidas”: Um Conto. Lisboa: Edições Avante!, 2003.

     Artes Plásticas

  • Capa da 1.ª edição de Esteiros, de Soeiro Pereira Gomes..
  • Desenhos da Prisão - I e II. Lisboa: Edições Avante!

     Traduções

  • De William Shakespeare, “O Rei Lear”. Lisboa: Editorial Caminho, 2002 (1.ª edição desta versão). ISBN 972-21-1485-9

     Esta tradução foi realizada entre 1953 e 1955, quando Álvaro Cunhal se encontrava detido na cadeia de Lisboa  A publicação foi feita como se da autoria de Maria Manuela Serpa

     Textos de Álvaro Cunhal que você pode descobrir na Internet

     Se você quiser saber mais sobre Álvaro Cunhal faça como eu, tenha um pouco de trabalho e pesquise pelo seu nome na blogosfera.

O outro lado de Álvaro Cunhal

 

"Obrigada por me ler! Você estará sempre no meu coração"

 

     Nelson Camacho D’Magoito

              “Homenagens”

            de Nelson Camacho

 

publicado por nelson camacho às 06:13
link do post | comentar | favorito
|
Quarta-feira, 15 de Maio de 2013

O Estado da Nação

Nelson Camacho D´Magoito - reformados

Encontrei no Facebook do Tio Nelson este (para mim..) delicioso texto de revolta que não podia deixar de o copiar para vossa apreciação.

 

“O Estado da Nação”

 

“Eu sei que não sou muito bem-vindo a este espaço porque escrevo e edito coisas que me vai ma alma. Não sou propriamente um familiar mas amigo do meu amigo e essa forma de estar na vida, ninguém mo pode tirar. Uma vez, uma minha amiga disse-me “Assim! Vais arranjar muitos amigos!”. Paciência! Sou assim e não mudo. O que escrevo, é 99 % da minha cabecita pensadora já velha e muito vivida, portanto, NÂO MUDO! Quando uma boa parte das pessoas que por aqui passam é somente para substituir um telefonema ou uma carta (coisa que já não se usa) bajulando-se uns aos outros. coisas sérias? “Mas isto é um espaço de amigos” dizia-me em certa altura a tal amiga. Quem vive com 350 Euros por mês também aqui vem? Quem sai de casa às seis da manhã e percorre o dia entre dois ou três empregos para sustentar os filhos que têm em casa. Também por aqui passa? Os milhares de desempregados têm net para vir até aqui? O Governo do Sr., Coelho prepara-se para dar mais uma machadada nos reformados nos funcionários públicos no povo deste país que só quer ter saúde e condições para procriar e tratar dos que já tem. Pagar as suas casas que lhes andaram durante anos a meter na cabeça que era melhor comprar do que alugar. Vive-se agora melhor que antigamente? Os tempos são outros. Não há comparações e não me venham com ideologias baratas, dizendo que se pode falar à vontade. Eu sempre falei, nunca fui preso e fui feliz com aquilo que na altura me era dado ter e uma das coisas que sempre tive foi trabalho contrariamente ao que hoje muitos querem que é trabalho (não é a mesma coisa). O desgovero do Passsos não satisfeitos com os aumentos do IRS, do IVA vem agora novamente cair sobre os trabalhadores com um corte de 10% nas reformas, não satisfeito ainda, vem fechar a maioria dos postos dos CTT preparando-se para vender esta empresa que até dá lucro e transformar em hotel o edifício da Maternidade Alfredo da Costa.”

 

 O povo tem que arranjar coragem, juntar-se e dar a volta ao sistema pois como diz Simone de Oliveira nas palavras de José Carlos Ary dos Santos “Isto é um País de rabichos e aldrabões.

Tenho dito!

"Obrigada por me lerem! Você estará sempre no meu coração"

E Comentem sem medos

     Nelson Camacho D’Magoito

                “Desabafos”

            de Nelson Camacho

Estou com uma pica dos diabos:
publicado por nelson camacho às 17:26
link do post | comentar | favorito
|

Carta aberta ao Sr. Presidente

nelson camacho

     Não quero nem nunca foi minha intenção navegar na blogosfera para fazer a apologia do certo ou do errado, do medo ou da coragem ou ainda do desaforo de alguns internautas no entanto, dou o meu apoio a quem tem a coragem de vir aqui desabafar politicamente o que lhes vai na alma reflectindo aquilo que o povo actualmente sente. Deixo essa análise aos psicólogos e afins.

     Eu sei que por aqui nos meus blogues, por vezes também debito os meus desabafos e de vez em quando conto histórias e contos que podem tocar no íntimo de alguns, mas também sei que só aqui vem quem quer agradecendo desde já as suas leituras e comentários.

Todo este preâmbulo vai no sentido justificar a republicação da “carta aberta” a seguir que encontrei no Facebook.

Pedi a devida autorização ao seu autor Carlos Paz para republicar este “vale a pena ler” 

 

 

 

Presidente Cavaco Silva

Carta aberta”  ao Presidente (Esta é forte!!!)

Vale a pena ler até ao fim!
Carta publicada no Facebook, por Carlos Paz

 

... "Meu caro Ilustre Prof. CAVACO SILVA,

Tomo a liberdade de me dirigir a V. Exa., através deste meio [o Facebook], uma vez que o Senhor toma a liberdade de se dirigir a mim da mesma forma.
É, aliás, a única maneira que tem utilizado para conversar comigo (ou com qualquer dos outros Portugueses, quer tenham ou não, sido seus eleitores).

Falando de eleitores, começo por recordar a V. Exa., que nunca votei em si, para nenhum dos cargos que o Senhor tem ocupado, praticamente de forma consecutiva, nos últimos 30 anos em Portugal (Ministro das Finanças, Primeiro Ministro, Primeiro Ministro, Primeiro Ministro, Presidente da República, Presidente da República).

No entanto, apesar de nunca ter votado em si, reconheço que o Senhor:
1) Se candidatou de livre e espontânea vontade, não tendo sido para isso coagido de qualquer forma e foi eleito pela maioria dos eleitores que se dignaram a comparecer no acto eleitoral;
2) Tomou posse, uma vez mais, de livre vontade, numa cerimónia que foi PAGA POR MIM (e por todos os outros que AINDA TINHAM, nessa altura, a boa ventura de ter um emprego para pagar os seus
impostos);
3) RESIDE NUMA CASA QUE É PAGA POR MIM (e por todos os outros que AINDA TÊM a boa ventura de
ter um emprego para pagar os seus impostos);
4) TEM TODAS AS SUAS DESPESAS CORRENTES PAGAS POR MIM (e pelos mesmos);
5) TEM TRÊS REFORMAS CUMULATIVAS (duas suas e uma da Exma. Sra. D. Maria) que são PAGAS por um sistema previdencial que é alimentado POR MIM (e pelos mesmos);
6) Quando, finalmente, resolver retirar-se da vida política activa, vai ter uma QUARTA REFORMA (pomposamente designada por subvenção vitalícia) que será PAGA POR MIM (e por todos os outros que, nessa altura, AINDA TIVEREM a boa ventura de ter um emprego para pagar os seus impostos).

Neste contexto, é uma verdade absoluta que o Senhor VIVE À MINHA CUSTA (bem como toda a sua família directa e indirecta).

Mais: TEM VIVIDO À MINHA CUSTA quase TODA A SUA VIDA.

E, não me conteste já, lembrando que algures na sua vida profissional:
a) Trabalhou no Banco de Portugal;
b) Deu aulas na Universidade; no ISEG e na Católica.

Ambos sabemos que NADA DISSO É VERDADE.

BANCO DE PORTUGAL: O Senhor recebia o ordenado do Banco de Portugal, mas fugia de lá, invariavelmente com gripe, de cada vez que era preciso trabalhar. Principalmente, se bem se lembra (eu lembro-me bem), aquando das primeiras visitas do FMI no início dos anos 80, em que o Senhor se fingiu doente para que a sua imagem como futuro político não ficasse manchada pela associação ao processo de austeridade da época. Ainda hoje a Teresa não percebe como é que o pomposamente designado chefe do gabinete de estudos NUNCA esteve disponível para o FMI (ao longo de MUITOS meses. Grande gripe essa).

Foi aliás esse movimento que lhe permitiu, CONTINUANDO A RECEBER UM ORDENADO PAGO POR MIM (e sem se dignar sequer a passar por lá), preparar o ataque palaciano à Liderança do PSD, que o levou com uma grande dose de intriga e traição aos seus, aos vários lugares que tem vindo a ocupar (GASTANDO O MEU DINHEIRO).

AULAS NA UNIVERSIDADE: O Senhor recebia o ordenado da Universidade (PAGO POR MIM). Isso é verdade. Quanto ao ter sido Professor, a história, como sabe melhor que ninguém, está muito mal contada. O Senhor constava dos quadros da Universidade (hoje ISEG), mas nunca por lá aparecia, excepto para RECEBER O ORDENADO, PAGO POR MIM. O escândalo era de tal forma que até o nosso comum conhecido JOÃO DE DEUS PINHEIRO, como Reitor, já não tinha qualquer hipótese de tapar as suas TRAPALHADAS. É verdade que o Senhor depois acabou por o presentear com um lugar de Ministro dos Negócios Estrangeiros, para o qual o João tinha imensa apetência, mas nenhuma competência ou preparação.

Fica assim claro que o Senhor, de facto, NUNCA trabalhou, poucas vezes se dignou a aparecer nos locais onde recebia o ORDENADO PAGO POR MIM e devotou toda a vida à sua causa pessoal: triunfar na política.

Mas, fica também claro, que o Senhor AINDA VIVE À MINHA CUSTA e, mais ainda, vai, para sempre, CONTINUAR A VIVER À MINHA CUSTA.

Sou, assim, sua ENTIDADE PATRONAL.

Neste contexto, eu e todos os outros que O SUSTENTÁMOS TODA A VIDA, temos o direito de o chamar à responsabilidade:


a) Se não é capaz de mais nada de relevante, então: DEMITA-SE e desapareça;
b) Se se sente capaz de fazer alguma coisa, então: DEMITA O GOVERNO;
c) Se tiver uma réstia de vergonha na cara, então: DEMITA O GOVERNO e, a seguir, DEMITA-SE.

Aproveito para lhe enviar, em nome da sua entidade patronal (eu e os outros
PAGADORES DE IMPOSTOS), votos de um bom fim-de-semana.

Respeitosamente,
Carlos Paz"


"Obrigada por me ler! Você estará sempre no meu coração"

    Nelson Camacho D’Magoito

           “Recomendações”

            de Nelson Camacho

Estou com uma pica dos diabos:
música que estou a ouvir: os ais
publicado por nelson camacho às 12:11
link do post | comentar | favorito
|
Terça-feira, 14 de Maio de 2013

Frank Sinatra – A minha homenagem

 

Frank Sinatra em O canto do Nelson

 

     Tal como dizia Frank Sinatra, também, "Sou a favor de tudo que ajuda a atravessar a noite - seja uma oração, tranquilizante ou uma garrafa de Jack Daniels."

     "Só se vive uma vez e, do jeito que eu vivo, uma vez é suficiente" ”

 

     E porque de facto só se vive uma vez, esta dá-me o direito de homenagear as pessoas que fazem ou fizeram parte da minha vida enquanto vou pagando esta promessa de andar no mundo dos vivos.

 

     Frank Sinatra de nome próprio Francis Albert "Frank" Sinatra nascido em Hoboken (Nova Jérsei) a 12 de Dezembro de 1915. Filho dos imigrantes italianos Natalie Della Garavante, genovesa, mais conhecida como "Dolly", e Anthony Martin Sinatra, um siciliano, analfabeto e boxeador aportando em Nova York em 21 de Dezembro de 1903 a bordo do Cittá di Millano SS, conjuntamente com a restante família.

 

     Iniciando sua carreira musical na era do swing com Harry James e Tommy Dorsey, sem qualquer reino musical, desenvolveu um estilo sofisticado de canto. Sua habilidade em criar uma longa e fluente linha musical sem pausas para respiração, sua manipulação de frases o fez chegar bem mais longe que o usual dos cantores populares da época.

 

     Sinatra tornou-se um artista a solo de sucesso sem precedentes em medos dos anos 1940.

 

     Gravou para várias editoras, (até criar a sua própria) vários êxitos e passou a ser o ídolo das "bobby boxers" (como eram conhecidas as jovens fãs de swing), lançou o seu primeiro álbum, “The Voice of of Frank Sinatra” em 1946.

Sua carreira profissional esteve parada na década de 1950, mas renasceu em 1953 ao vencer o Óscar de melhor actor secundário por sua performance em “From Here to Eternity”.

A partir desse momento foi um nunca mais parar de êxitos mundiais. Óscares e Globos de Ouro pelos seus trabalhos como cantor e actor.

 

      Frank Sinatra, foi casado com Nancy Barbato e posteriormente com as actrizes Ava Gardner e Mia Farrow e com a socialite Barbara Marx, com quem terminou seus dias.

 

     Em 26 de Janeiro de 1980, já com 65 anos de idade fez um show histórico no Brasil, no Rio de Janeiro, com um Maracanã lotado, do qual cantou para impressionantes 170 mil pessoas entrando para o livro Guiness de Recordes. Teve seu próprio show de TV durante vários anos e nos anos 90 continuou na actividade em concertos e gravações, onde lançou uma série de duetos, inclusive via satélite, utilizando recursos da mais moderna tecnologia.

 

     Os Seus principais sucessos são "Fly me to the moon", "My Way" e "New York, New York". Sinatra também cantou com o brasileiro Tom Jobim. Na oportunidade, "Girl from Ipanema" brindou o grande encontro.

 

     Cantou e encantou presidentes, reis, anónimos do mundo e colegas de profissão que uns o tentaram imitar e outros como eu, seguir o seu exemplo.

 

     Possui duas estrelas na Calçada da Fama, uma por seu trabalho na música e outra por seu trabalho na TV americana. É considerado um dos maiores intérpretes da música na década de 1950. Teve três filhos: Nancy Sinatra, Frank Sinatra Jr., e Tina Sinatra.

 

Frank Sinatra lápide

     Com a saúde debilitada, Sinatra parou de fazer shows com 80 anos, em 1995. No dia 14 de Maio de 1998, Frank Sinatra morreu de um ataque cardíaco em Los Angeles, Califórnia.

Para quem o quiser visitar, encontra-se sepultado no Desert Memorial Park,Cathedral City. Condado de Riversaide, Califórnia nos Estados Unidos.

 

     Lá só vai encontrar uma lápide simples mas que diz tudo o que foi, cujo epitáfio é " The Best Is Yet To Come” ou "O Melhor Ainda Está Por Vir".

 

     Descendente de italianos, Sinatra teve seu nome diversas vezes ligado à máfia. Depois de sua morte, sua filha Tina fez revelações que ligavam Sinatra a esquemas na eleição do presidente Kennedy pelos Chefões de Chicago.

 

     Quando estou numa de nostalgia, ouço “My Way” (Meu jeito) que deixo por aqui o seu poema em português, de Paul Anka, Jacques Reveaur e Claude Françoes na voz inconfundível de Frank Sinatra que ainda hoje nos meus momentos de solidão bebo as suas palavras.

 

 

Meu Jeito

E agora o fim está próximo

E portanto encaro o desafio final

Meu amigo, direi claramente

Irei expor o meu caso do qual estou certo

 

Eu tenho vivido uma vida completa

Viajei por cada e todas as rodovias

E mais, muito mais que isso

Eu o fiz do meu jeito

 

Arrependimetos, eu tive alguns

Mas aí, novamente, pouquíssimos para mencionar

Eu fiz o que eu devia ter feito

E passei por tudo consciente, sem exceção

 

Eu planejei cada caminho do mapa

Cada passo, cuidadosamente, no correr do atalho

E mais, muito mais que isso

Eu o fiz do meu jeito

 

Sim, em certos momentos, tenho certeza que tu sabias

Que eu mordia mais do que eu podia mastigar

Todavia fora tudo apenas quando restavam dúvidas

Eu engolia e cuspia fora

 

Eu enfrentei a tudo e de pé firme continuei

E fiz tudo do meu jeito

 

Eu já amei, ri e chorei

Cometi minhas falhas, tive a minha parte nas derrotas

E agora conforme as lágrimas escorrem

Eu acho tudo tão divertido

 

E pensar que eu fiz tudo isto

E devo dizer, sem muita tímidez

Ah não, ah não, não eu

Eu fiz tudo do meu jeito

 

E para que serve um homem, o que ele possui?

Senão ele mesmo, então ele não tem nada

Para dizer as coisas que ele sente de verdade

E não as palavras de alguém de joelhos

 

Os registos mostram, eu recebi as pancadas

E fiz tudo do meu jeito

 

"Obrigada por me ler! Você estará sempre no meu coração"

 

     Nelson Camacho D’Magoito

               Recordações

           De: Nelson Camacho

Estou com uma pica dos diabos: tiste
música que estou a ouvir: my way of life
publicado por nelson camacho às 20:36
link do post | comentar | favorito
|
Segunda-feira, 13 de Maio de 2013

Novo imposto do IRS

Natureza erótica - falo

Há Coisas que têm de ser divulgadas.

Li algures na Blogosfera

 

Imposto sobre o Pénis

 

“Que o governo de Passos Coelho fez contas no Magalhães e, para ajudar a superar a crise, vai criar o Imposto do Pénis.

Até agora o pénis tinha escapado ao IRS. As razões eram: - estar 99% do tempo pendurado sem emprego,
- 0,2% do tempo trabalhar às mijinhas,
- 0,5% do tempo ter trabalho duro
 - 0,3% do tempo estar metido num buraco.

Além disso, não ajuda nada ter dois dependentes que não arranjam trabalho em lado algum e não têm onde se meter.

A taxa do imposto variará conforme o tamanho, com os escalões seguintes:

25 a 30 cm - imposto sobre bens de luxo...........€ 30.00
20 a 24 cm - imposto sobre postes.................... € 25.00
14 a 19 cm - imposto sobre a classe média.........€ 15.00
10 a 13 cm - imposto sobre a maçada.................. € 3.00

Machos que excedam os 30 cm terão que declarar mais-valias de capital.
Qualquer macho abaixo dos 10 cm tem direito a um crédito de imposto.
É obrigatório pagar dentro do prazo. Não serão concedidos prolongamentos!

Agora caros amigos e amigas, existem certas dúvidas que se nos colocam.
Vejamos:

PDP (Perguntas Do Pénis):

- Haverá multas para levantamentos antecipados?
- O que acontece quando um pénis trabalha por conta própria?
- Quem tiver vários(as) parceiros(as) conta como sociedade?
- As despesas com preservativos são dedutíveis como roupa de trabalho?
- Haverá um agravamento da taxa de imposto para quem não for circuncidado.
Direcção de Serviços do IRS”

 

"Obrigada por me ler! Você estará sempre no meu coração"

 

     Nelson Camacho D’Magoito

   “Contos ao sabor da imaginação”

            de Nelson Camacho

Estou com uma pica dos diabos:
publicado por nelson camacho às 12:21
link do post | comentar | favorito
|

.No final quem sou?

.pesquisar

 

.Outubro 2017

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.posts recentes

. A busca de ser importante...

. Palavras de Hitler

. Um dia, num lar de idosos...

. Eu era homofóbico

. A prostituição mora no Pa...

. Um amigo colorido

. Namorados

. A Intrusa

. Sábado chato para um amig...

. Um Recado

.arquivos

. Outubro 2017

. Setembro 2017

. Fevereiro 2017

. Janeiro 2017

. Outubro 2016

. Setembro 2016

. Agosto 2016

. Julho 2016

. Junho 2016

. Maio 2016

. Abril 2016

. Março 2016

. Fevereiro 2016

. Janeiro 2016

. Dezembro 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Janeiro 2009

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

.tags

. todas as tags

.favorito

. Sai do armário e mãe pede...

. Eurovisão

. Depois de "All-American B...

. Raptada por um sonho ...

. Crónica de um louco senti...

. Terminei o meu namoro!!‏

. Dois anjos sem asas...

. Parabéns FINALMENTE!!!!

. Guetos, porque não?

. “Porque razão é preciso t...

.A Tua visita conta

web counter free

.Sempre a horas para criticar

relojes web gratis

.Art. 13, n.º 2 da Constituição

Ninguém pode ser privilegiado, benificiado, prejudicado, privado de qualquer direito ou isento de qualquer dever em razão de ascendência, sexo, raça, língua, território de origem, religião, convicções políticas ou ideológicas, instrução, situação económica, condição social ou orientação sexual.
blogs SAPO

.subscrever feeds