Sábado, 3 de Dezembro de 2011

Ainda a Gala da Abraço

 

José Castelo Branco na Gala da Abraço de 2011

 

José Castelo Branco

 

A minha bicha de estimação

Esteve na Gala da Abraço

 

Dizem que há pessoas que não fazem falta alguma, pois todos são substituíveis. Pode ser que sim, mas quando alguém desaparece, uns para o outro mundo (se ele existe) outros porque mudaram de emprego é uma corrida atroz para ocupar o lugar e colher os louros de quem trabalhou alguns anos com afinco, valor e tenacidade.

Desta vez calhou à Gala de travesti organizado durante dezoito anos com afinco e carinho dignificando a profissão do travestismo.

 Carlos Castro gostasse-se dele ou não pelas suas crónicas acutilantes para certas pessoas, já não está entre nós pois foi assassinado por um português que queria ser mais do que podia nos EUA.

Todos perdemos, perdemos a Gala dos Travestis e perdemos as suas crónicas acutilantes e o carinho que ele tinha pelos travestis, a quem muito ajudou, profissão tão difícil e que alguma parte da sociedade condena mas às escondidas vai ao Finalmente Club assistir aos shows. Eu vejo lá muitos e algumas que nos seus empregos são muito puritanos, aparentemente até são homofóbicos, mas lá para as três da madrugada lá aparecem, alguns até vão de táxi para que os seus carros não sejam reconhecidos pelas aquelas bandas.

A Gala dos Travestis acabou! Acabou o seu espírito! Logo vieram os abutres deste meio, em nome de uma causa justa “A braço” apanhar o comboio que nunca tinham apanhado, até ao assassinato do Carlos Castro.

Lá estavam a Margarida como anfitriã, (Os tribunais já resolveram aqueles cenas dela desviar quando da associação Abraço para sua casa?) lá estava o Carlos Malato, o José Castelo Branco a Lili Caneças (a esta também gostava de saber porque usa ainda o nome do marido que há anos que é de outra, essa sim, uma senhora). Por aquele palco passaram as mais variadas “vedets” decadentes botando figura.

A Gala dos Travestis ficou desvirtuada com a falta do Carlos Castro. Fizeram bem em mudar-lhe o nome. O povo não é parvo e o São Luis não estava cheio contrariamente ao que sempre aconteceu. Lá para as tantas a Lili Caneças fez uma pequena homenagem ao Carlos, muito mal embrulhada nas palavras. Quanto à sua apresentação como vestimenta, tenham dó, desta vez não foi vestida pela Loja das Meias, mais parecia uma “supeira” como se dizia antigamente.

Para salvar a situação chamaram ao evento o Grupo de travestis do Finalmente. Que se juntou aquele desfilar “vetets” e a Bicha maior (desculpem mas é ele mesmo que diz que o é) José Castelo Branco. A este, nem sequer se pode chamar de Gay!

Sinceramente esta Gala a seguir por este caminho não vai a algum lado. Eu estive lá, vi tudo e ouvi muitas críticas.

Os lobbys desta causa se quiserem voltar a fazer uma Gala da Abraço, não metam os trabalhadores do travestismo nisso, façam-na com ao Malatos, as Lilis e os Castelos Brancos e outros tantos Mas não chateiem mais a malta.

 

 

  Nelson Camacho D’Magoito

Estou com uma pica dos diabos:
música que estou a ouvir: Mister Gay
publicado por nelson camacho às 05:10
link do post | comentar | favorito
|
1 comentário:
De Tino do Finalmente a 5 de Dezembro de 2011 às 22:32
Gostei da sua critica à Gala dos travestis travestida e gala da abraço. Eu estive lá e de facto não tem nada a ver com o princípio inicial de evento. Ainda nos faz falta o Carlos Castro. Que esteja feliz onde quer que esteja

Comentar post sem tretas

.No final quem sou?

.pesquisar

 

.Fevereiro 2017

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
11
13
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28

.posts recentes

. Namorados

. A Intrusa

. Sábado chato para um amig...

. Um Recado

. As Borboletas

. Estou na prisão do tempo

. As minhas procuras no Nat...

. Pequenas coisas

. A história do Pátio do Ca...

. Finalmente libertei-me.

.arquivos

. Fevereiro 2017

. Janeiro 2017

. Outubro 2016

. Setembro 2016

. Agosto 2016

. Julho 2016

. Junho 2016

. Maio 2016

. Abril 2016

. Março 2016

. Fevereiro 2016

. Janeiro 2016

. Dezembro 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Janeiro 2009

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

.tags

. todas as tags

.favorito

. Sai do armário e mãe pede...

. Eurovisão

. Depois de "All-American B...

. Raptada por um sonho ...

. Crónica de um louco senti...

. Terminei o meu namoro!!‏

. Dois anjos sem asas...

. Parabéns FINALMENTE!!!!

. Guetos, porque não?

. “Porque razão é preciso t...

.A Tua visita conta

web counter free

.Sempre a horas para criticar

relojes web gratis

.Art. 13, n.º 2 da Constituição

Ninguém pode ser privilegiado, benificiado, prejudicado, privado de qualquer direito ou isento de qualquer dever em razão de ascendência, sexo, raça, língua, território de origem, religião, convicções políticas ou ideológicas, instrução, situação económica, condição social ou orientação sexual.
blogs SAPO

.subscrever feeds