Terça-feira, 24 de Abril de 2012

Miguel Portas.... 25 de Abril mais pobre

Homenagem de Nelson Camacho a Miguel Portas

Ficámos com menos um homem para nos defender

 

    Quando em Antuérpia batiam as 18:00 horas, no Hospital ZNA Middelheim falecia o eurodeputado e fundador do BE (Bloco de Esquerda), Miguel Portas vítima de cancro do pulmão.

    Homem da liberdade, da denuncia sempre acertada mas com muita classe, apanágio de toda a sua família, deixou-nos ainda novo, com 53 anos de idade, numa altura que deste calibre já poucos temos para quebrar este ciclo de roubalheira e atentado à constituição colocando o Português cada vês mais pobre e já com fome.

    Miguel Portas encarou a sua própria doença como fazia sempre com tudo desde o jornalismo à política. Homem de esquerda digno e respeitado pelos seus pares, opositores e familiares, como se diz no português vernáculo “sempre apanhou os bois pelos cornos”

 

    Segundo João Semedo, deputado do BE em declarações à SIC, deixou um testemunho emocionado dizendo que "o património do Miguel não morre com ele. No BE, deixa um património não apenas de luta mas também de amizade e sobretudo de ideias".

    Miguel Portas que tinha um fascínio pelas culturas do mediterrâneo levou-o a viajar passando a conhecer profundamente esta região, sobre a qual escreveu dois livros e realizou um documentário.

Miguel de Sacadura Cabral Portas nasceu em Lisboa a 1 de Maio de 1958, filho do arquiteto Nuno Portas e da economista e cronista Helena Sacadura Cabral. É irmão de Paulo Portas e de Catarina Portas.

    Com todo o reconhecimento aqui ficam algumas notas biográficas fornecidas pelo Bloco de Esquerda.

 

Miguel Portas partiu sem acabar o seu trabalho

    Licenciado em Economia, pela Instituto Superior de Economia e Gestão, em 1986, enveredou pela carreira de jornalista, passou pelo Expresso, foi repórter da revista Vida Mundial, além de cronista no Diário de Notícias e no semanário Sol.

    Detido pela PIDE aos 15 anos pela participação no Movimento Associativo dos Estudantes do Ensino Secundário de Lisboa, aderiu à União dos Estudantes Comunistas do PCP (1973), chegando à Comissão Central um ano depois.

    Presidiu à Associação de Estudantes do Instituto Superior de Economia e coordenou o Secretariado da Reunião Interassociações. Abandonou o PCP em 1989, na sequência do primeiro processo de expulsões do partido desencadeado pela Perestroika. Entre 1990 e 1991 foi assessor do presidente da Câmara Municipal de Lisboa para as questões culturais e urbanísticas.

    Foi um dos fundadores da Plataforma de Esquerda, dissolvida dois anos depois.

    Em 1994 cria a Política XXI, que agrupava membros da Plataforma de Esquerda, do MDP e independentes das manifestações contra às propinas no ensino superior. A Política XXI foi uma das formações, juntamente com PSR, UDP e independentes, que deu origem ao Bloco de Esquerda (BE), em 1999.

    No BE foi cabeça de lista às eleições europeias, em 1999, obtendo 1.74% dos votos e candidato à Câmara Municipal de Lisboa, em 2001. Foi eleito ao Parlamento Europeu, em 2004, com 4.92% e reeleito, em 2009, com 10.73%, elegendo três eurodeputados. É membro da Comissão de Orçamento e vice-presidente Comissão Especial do Parlamento Europeu para a Crise Financeira, Económica e Social.

    A toda a família os meus sinceros pêsames. Portugal perdeu hoje um grande Homem.

 

    As forças das ideias do 25 de Abril de 74 ficaram mais pobres

 

    Nelson Camacho D’Magoito

Estou com uma pica dos diabos: Estou triste
música que estou a ouvir: Verdes são os Campos (de José Afonso)
publicado por nelson camacho às 20:53
link do post | comentar | favorito
|

.No final quem sou?

.pesquisar

 

.Fevereiro 2017

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
11
13
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28

.posts recentes

. Namorados

. A Intrusa

. Sábado chato para um amig...

. Um Recado

. As Borboletas

. Estou na prisão do tempo

. As minhas procuras no Nat...

. Pequenas coisas

. A história do Pátio do Ca...

. Finalmente libertei-me.

.arquivos

. Fevereiro 2017

. Janeiro 2017

. Outubro 2016

. Setembro 2016

. Agosto 2016

. Julho 2016

. Junho 2016

. Maio 2016

. Abril 2016

. Março 2016

. Fevereiro 2016

. Janeiro 2016

. Dezembro 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Janeiro 2009

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

.tags

. todas as tags

.favorito

. Sai do armário e mãe pede...

. Eurovisão

. Depois de "All-American B...

. Raptada por um sonho ...

. Crónica de um louco senti...

. Terminei o meu namoro!!‏

. Dois anjos sem asas...

. Parabéns FINALMENTE!!!!

. Guetos, porque não?

. “Porque razão é preciso t...

.A Tua visita conta

web counter free

.Sempre a horas para criticar

relojes web gratis

.Art. 13, n.º 2 da Constituição

Ninguém pode ser privilegiado, benificiado, prejudicado, privado de qualquer direito ou isento de qualquer dever em razão de ascendência, sexo, raça, língua, território de origem, religião, convicções políticas ou ideológicas, instrução, situação económica, condição social ou orientação sexual.
blogs SAPO

.subscrever feeds