Sábado, 15 de Dezembro de 2007

Assafora in Brasil

ASSAFORA IN BRASIL

 

     Mesmo pertinho da Vila de Sintra (sede de Concelho) a mais ou menos a 15 km de desta, fica a aldeia de Assafora, no limite com o Concelho de Mafra e inserida no Parque Natural de Sintra Cascais.

     Até agora, Assafora era uma Aldeia rústica e dispersa. As suas gentes mantinham as suas casas com características rurais, onde predominavam as hortas, lagares e eiras. As suas paisagens, derivadas ao estarem inseridas num Parque Natural, vislumbram-se aqui e ali, Moinhos, fontes, um extenso pinhal e casas palacianas encontrando-se em bom estado de conservação. Na sua área existem também tês praias, sendo uma, a praia da Samarra, embora pouco acessível é bastante agradável, uma outra, a Praia da Vigia, deserta e sem qualquer apoio balneário, por essa razão é frequentada por amigos da natureza só tendo acesso na maré baixa e pela praia de São Julião, esta sim, frequentada tanto no verão como no Inverno por surfistas, e todo o tipo de gente. No verão tem apoio balneário e um café. Na sua encosta tem um café restaurante que está aberto todo o ano de onde se vislumbra uma vista espectacular sobre o mar.

     Uma grande parte dos residentes mais velhos da Assafora dedica-se à agricultura, degenerando os mais novos para empregos em Lisboa e em localidades vizinhas. Ocupam também trabalhos em empresas de captação de água, que proliferam na região e pequenos comércios.

 

     Por se tratar de uma vila calma onde a intimidades entre as pessoas não é das melhores, convivendo entre elas como puros vizinhos e não como amigos. Este facto deve-se à grande diferença no contraste sócio-cultural ode existe gente muito pobre e famílias com situações financeiras bastante elevadas.

 

     É natural ver-se à noite e nos fins-de-semana os tais ricos da terra, frequentarem o CAFÉ ÁGUIAS nas suas conversas de ostentação. É ouvi-las principalmente as mulheres, nas sua conversas de quintal, no entanto, têm uma coisa boa, quem está, está quem vai, vai. Nada de amizades.

 

     Talvez por esta razão e por a praia ser mesmo ali ao virar da estrada a procura de construções novas para casas de veraneio é cada vez maior.

 

     Quanto à indústria, esta é relativa, existe uma carpintaria, oficinas de automóveis, empresas de captação de águas, e casas agricultas. Quanto ao comércio, existem dois ou três cafés, um talho, uma peixaria, uma casa de venda de materiais de pesca, uma peixaria, uma churrasqueira (só está aberta aos fins-de-semana) quatro ou cinco restaurantes duas mercearias e finalmente um Super Mercado de um grupo bem conhecido a que deu azo a este post (já lá vamos).

 

     Assafora é no fim, uma Aldeia onde por enquanto se pode viver, começando a ser atingida por uma leva de brasileiro que por aqui aterram de armas e bagagens. Têm emprego nos armazéns de carga e descarga assim como na construção civil. Derivado ao aumento de população nota-se que vão faltando infra-estruturas, sendo as principais faltas:

 

- Farmácia, não existe (a mais perto é em São João das Lampas e está sempre fechado) quando necessário, temos de ir à Terrugem.

- Posto médico, também não existe. (Existe um Posto de atendimento médico da Cruz Vermelha, mas funciona mal).

- Multibanco, já existiu até 2006, depois fechou porque o bando que o sustentava disse que não dava lucro.

- Arruamentos secundários, ainda são de terra batida e derivado à grande quantidade de veículos pesados que por ali proliferam, criam grandes zonas de perigo para os utentes pedonais.

Na área cultural, temos duas escolas, uma EB1 e outra básica.

 

     Na área cultural, existe ainda a Sociedade Filarmónica União Assaforense, que festejando no dia 1 de Dezembro passado o seu 63.º aniversário organizou um encontro de Bandas Filarmónicas do Concelho de Sintra que decorreu com o agrado de todos os intervenientes e visitantes ao evento.

 

     A meu ver, ao longo do ano poder-se-á realizar maia eventos, tais como dança e teatro. A sociedade tem condições suficientes para ser um Centro Cultural da região.

 

     Para quem quer cuidar do corpo físico, temos o Ginásio Assafora Gym dirigida pelo atleta Ricardo Lino que à pouco tempo foi um dos seleccionados no Campeonato de Portugal de WABBA 2007 para representará Portugal nos próximos campeonatos da Europa da modalidade.

 

     Para cuidar do espírito, temos uma Igreja Apostólica e Romana, mas que não tem padre permanente e uma outra para fazer contraponto e esta religião, existe a Igreja Maná.

 

Sendo esta uma Aldeia rural não podia deixar de ter ARTESÃOS de TRAPOLOGIA, sendo os mais conhecidos:

 

Trabalhos com retalhos

 

Maria Ermezilia Oliveira Seabra
Quinta das Galeanas, Catribana - Assafora
2705-481 S. João das Lampas
Tel. 219 612 107

-----------------------------------------------------------------------------------------

Trapologia, rendas à mão, malhas à mão, trabalhos em serapilheira

 

Maria de Lurdes Manata da Silva Ceia
Rua Alto dos Fetos, n.º 1 - Assafora
2705-438 S. João das Lampas
Tel. 21 241 52 56    Tlm. 960 194 746

------------------------------------------------------------------------------------------

Recriação de roupa antiga

 

Maria dos Anjos Inocêncio do Carmo
Rua do Alto dos Fetos, n.º 68 - Assafora
2705-437 S. João das Lampas
Tel. 219 611 978 / 966 186 671

     


Agora sim! Aqui fica a razão deste post:

 

     Não há dúvida que nós somos um povo de braços abertos para todos aqueles que por cá querem fazer a sua vida procurando um estatuto socio-económico melhor do que encontram nas suas terras. São todos bem vindos desde que seja para trabalhar, no entanto, há que ter cuidado com os abusos. Agora derivado às novas tecnologias que o “Tio Sócrates” apregoa, está na moda os “Cybercafés”, continua tudo bem, desde que instalados em sítios próprios.

 

     Assafora não podia como o pais, ficar no cu da Europa e também tem um Cybercafé, só que instalado à entrada de um Supermercado de marca conceituada, criando um certo mau estar aos seus clientes, pois o espaço é diminuto para tal clientela.

 

     Tanto os seus proprietários como a maioria da clientela (brasileiros) são todos bons rapazes e trabalhadores, só que o espaço é que é mesmo pequeno. Têm uma coisa boa, como diz o português: - Não chateiam ninguém e a música é boa.

 

     Assafora também tem de evoluir. Viva Portugal-Brasil.

 

Uma amiga do Nelson que me deu licença para fazer este post.


 

Estou com uma pica dos diabos: e com razão
música que estou a ouvir: O Canto do Sisne
publicado por nelson camacho às 01:50
link do post | comentar | favorito
|
11 comentários:
De Luizão a 15 de Dezembro de 2007 às 10:57
Força amigo, assim é que se enchofra. Asafora já não é amesma, mas antes quero brasileiros que pretos. Continua a escrever que tens jeito para coisas sérias. Será que vives na Assafora ou no Magoito?
Um abração
Luizão
De manuel a 27 de Junho de 2008 às 13:22
E la vem outra vez estes portugueses racistas ... esquecem que temos misturas com mouros e mesmo com negros. Mas enfim ... eu prefiro pretos que portugueses estupidos.
De nelson camacho a 27 de Junho de 2008 às 23:53
Meu caro Manuel entendeu mal este post na medida em que não se trata de questões raciais mas sim da constatação de um facto. O facto existe e quando algo existe, há que denunciar. Eu estou-me nas tintas se o café é de brasileiros, de pretos ou de oriundos de mouros e pretos, o que incomodava era a sua existência num local de passagem para um supermercado . Também este post serviu para dar uma certa visibilidade à Vila da Assafora e suas gentes e até agora nenhum assaforense se veio queixar, até pelo contrário verificando os comentários anteriores. Desculpe que lhe diga. Se existe alguém estúpido neste blogue é você que até não tem coragem de se assumir, pois diz baboseiras como anónimo. Tenho dito, Nelson Camacho.
De manuel a 1 de Julho de 2008 às 13:08
O comentario que fiz foi para responder ao Luizao , pois ele fez um comentario RACISTA ao dizer que prefere brasilleiros a pretos . Isso para mim e um comentario racista e so pode vir da boca de gente ESTUPIDA.
De nelson camacho a 2 de Julho de 2008 às 15:45
Amigo Manuel, obrigado pela rectificação e desculpe a forma desabrida como lhe respondi, pois no final não era para si. Sendo assim, tem razão. Como vê, estou atento a todos os comentários que fazem ao que debito em meus blogues. Continue à espera de outros comentários seus a outros posts . Um abraço.
De Guimas a 28 de Dezembro de 2007 às 17:24
Só para ver se eu entendo: Se o verdadeiro problema é " apenas " a falta de espaço que a abertura do cybercafé veio trazer à area de entrada do supermercado, a que se deve esta insistência acerca dos brasileiros? Se os donos e os clientes do Cybercafé fossem portugueses, ocupariam menos espaço? Se a clientela e os donos do cibercafé " são todos bons rapazes e trabalhadores" porquê falar da nossa propensão para receber de braços abertos e que é preciso ter cuidado com os abusos? Onde está o abuso? Se "não chateiam ninguém" e se a "música é boa", qual é o problema? Falta de espaço ou o facto de serem brasileiros?
Oh amiga do Nelson: Voçê imita mal e disfarça pior! Vá dar banho ao cão.
De Gloria Maria a 2 de Janeiro de 2008 às 21:20
Senhor Guimas . Não é preciso mandar-me dar banho ao cão, porque todas as semanas vai a uma clínica veterinária tomar banho escovar-se e cortar as unhas para não arranhar como eu, ao contrario de muita gente. O que digo no poste do meu amigo Nelson não tem nada a ver com os donos ou frequentadores do Cybercafé estou-me nas tintas se são brasileiros ou portugueses. Quando vou fazer compras ao supermercado, principalmente aos Sábados e Domingos, quero é passar pelo corredor à vontade sem ter de estar a pedir licença e ter de passar por uma série de clientes do café uns com cervejas na boca outros estiraçados nas cadeiras. Quanto aos abusos a que me reporto, a carapuça serve a quem a enfiar. De resto está tudo bem e até servimos para falar da Assafora que está um pouco esquecida.
A propósito, não entendi essa do "imito mal e disfarço pior"

Glória Maria.
De Assaforense a 14 de Abril de 2009 às 22:34
Um pequeno a parte em relação aos brasileiros bons rapazes da Assafora, mais de metade está ilegal, a maioria conduz carro sem ter carta e seguro e é raro o fim de semana que a GNR não é chamada ao café da Sociedade por causa dos disturbios causados por esses senhores perdidos de bebados.
Se alguem duvida basta passar por la à noite, qualquer dia da semana
De MT-Teresa a 7 de Janeiro de 2008 às 15:53
Vim aqui dar "via" um seu comentário no meu "Olhares meus e d'Outros", comentário que tardei em agradecer mas vim retribuir e aqui estou.

Por coincidência sei do assunto, tema deste post:

Assafora, mais própriamente Catribana, é o meu destino quase todos os fins de semana, desde há ano e meio (por acaso não conheço o cybercafé).

Gosto das pessoas (vizinhos) apesar de concordar que são apenas isso. Muitas das fotografias que tiro são tiradas nesta zona: Samarra, praia de S. Julião, e as flores são do meu pequeno jardim e também de outros sítios que vou encontrando nos passeios a pé que por vezes faço por essas estradas de terra batida.

Permita-me chamar a atenção para o abandono e destruição a que está votada a estrada e ponte romana. Mete dó, ver e ouvir os amantes de motocross que treinam num lugar que deveria estar preservado e devidamente assinalado.

Tenho fotografias dessa destruição que um dia destes vou publicar e confesso que estranho bastante os habitantes não terem feito uma denúnica para acabar com isso (pelo menos desconheço se a fizeram, mas o que é um facto é tudo continua igual)


Uma coisa que não compreendo: Numa pacata aldeia onde parece que reina a paz, os cães são frequentemente envenenados, mesmo os que têm dono mas que andam em liberdade.

Afinal..somos quase "vizinhos"

Bom 2008

Teresa

De José António a 16 de Setembro de 2009 às 15:42
Opiniões, todos têm, e cada um tem a sua.
Tenho de respeitar a sua opinião, mas vi comentários absurdos.
Alguns factos falsos e alguns comentários que, minha nossa Sra.
Criticar é fácil, difícil é fazer pelo melhor...
Acho engraçado, o Sr. ser o Nelson de Magoito... No Mag8 é só coisas boas não?
Não tem mais nada que fazer que falar da Assafora?
Porquê não fala sobre Mag8 das terras do MTBA, ou qualquer coisa dai perto?
Passa o blog para o outro lado da ponte romana, é vê se a ponte não cai quando estiveres em cima dela...lol

Cumpriemntos Coreanos
De Mónica a 3 de Setembro de 2011 às 12:49
Eu sou uma feliz moradora da Assafora, escolhi aquele sitio para viver pela beleza e tranquilidade.
Em relação ao Cybercafé, já não o conheci, pq ele acabou, e os montes de brasileiros também se estão a dissipar, até pq já não vale a pena viver em Portugal.
Mas ainda bem porque assim sobra espaço para mim e para os meus filhos, na escola, já que o estado dava prioridade aos estrangeiros e os Portugueses tinham que ir para localidades vizinhas.
Também já conheci essas senhoras do fim de semana e digo sinceramente, o Águias é bom é durante a semana, calmo e sem novos ricos emproados.

Comentar post sem tretas

.No final quem sou?

.pesquisar

 

.Setembro 2017

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30

.posts recentes

. Um amigo colorido

. Namorados

. A Intrusa

. Sábado chato para um amig...

. Um Recado

. As Borboletas

. Estou na prisão do tempo

. As minhas procuras no Nat...

. Pequenas coisas

. A história do Pátio do Ca...

.arquivos

. Setembro 2017

. Fevereiro 2017

. Janeiro 2017

. Outubro 2016

. Setembro 2016

. Agosto 2016

. Julho 2016

. Junho 2016

. Maio 2016

. Abril 2016

. Março 2016

. Fevereiro 2016

. Janeiro 2016

. Dezembro 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Janeiro 2009

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

.tags

. todas as tags

.favorito

. Sai do armário e mãe pede...

. Eurovisão

. Depois de "All-American B...

. Raptada por um sonho ...

. Crónica de um louco senti...

. Terminei o meu namoro!!‏

. Dois anjos sem asas...

. Parabéns FINALMENTE!!!!

. Guetos, porque não?

. “Porque razão é preciso t...

.A Tua visita conta

web counter free

.Sempre a horas para criticar

relojes web gratis

.Art. 13, n.º 2 da Constituição

Ninguém pode ser privilegiado, benificiado, prejudicado, privado de qualquer direito ou isento de qualquer dever em razão de ascendência, sexo, raça, língua, território de origem, religião, convicções políticas ou ideológicas, instrução, situação económica, condição social ou orientação sexual.
blogs SAPO

.subscrever feeds