Segunda-feira, 10 de Junho de 2013

My Love (It could happen to you) - Parte I

nelson camacho d'magoito -My Love

 

Uma história de amor que podia ser a sua

 

Preâmbulo

De Um Conto Longo

 

     Permanentemente recebo E-mails de amigos leitores dos meus blogues na blogosfera. Alguns encontram-me aqui e ali fazendo os seus comentários outros mandam-me e-mails uns com opiniões e solicitações de ajuda particularmente outros ainda, talvez pelo meu estilo de escrita (literariamente romanceadas) mandam-me solicitações sobre um ou outro vídeo que encontraram no Youtube e porque não têm tempo ou porque o poder da escrita não chegou a eles, solicitam-me para escrever uma história com determinado teor. Não sou um ex-expert mas sim um escrevinhador de histórias. Foi assim que surgiu nos meus dedos esta história para divulgar o vídeo aqui apresentado entre Shane e Tom (uma história entre tantas outras que até te podia acontecer) e que já se tornou viral na internet.

 

     Antes de entrar na história propriamente dita, vou dar alguns esclarecimentos sobre a união de facto e de casamento entre homossexuais.

 

    Dizem ainda alguns que há casamentos normais e outros anormais ou naturais

    Os normais ou naturais serão entre homem e mulher para que haja procriação

    Os Anormais são os entre pessoas do mesmo sexo porque não podem procriar.

    MENTIRA!

    Com a evolução dos tempos a coisa já não é bem assim! Já vai no 14.º País que admite por Lei o casamento entre pessoas do mesmo sexo e entre estes 14 existem 10 que a quando a lei foi homologada também foi com o direito ao adoptar crianças.

Poderão dizer os do contra que este tipo de casamento é anti-natura e nesta classe estão os padres e homofóbicos.

 

     ANALISEMOS;

     Entre os padres existe a pedofilia e para eles esse crime não é anti-natura.

     Para os heterossexuais. Há mães e pais que abandonam os filhos em qualquer instituição, vão de escada ou contentor de lixo, abusam deles sexualmente e até os matam à nascença. Para estes não há anti-natura.

 

     Só para rematar este ciclo de contradições e contrapor as suas opiniões, está provado por psicólogos abalizados que um casal de gays é tão ou mais competente para criar e educar um jovem, igual ou melhor que alguns casais hetro.

     Não sendo a homossexualidade uma doença mas sim uma tendência diferente nos seus relacionamentos sexuais e não são atitude que se pegue, não há história que filhos adoptados por gays se tornem gays.

 

     Vamos á lei:

     Em Portugal os casais homossexuais podem casar mas não podes adoptar crianças. Mais uma vez o governo meteu a pata na poça. E porquê?

     Mesmo que eu seja Gay solteiro ou divorciado e solicite a adopção numa instituição oficial, eles só se vão preocupar se tenho condições económicas.

     Existe em Portugal muitos gays que adoptaram crianças têm cuidado delas como filhos e estes não viraram gay, somente porque não são casados embora vivam em comunhão de facto (oficialmente ou não). Se quiserem eu digo o nome de alguns.

 

     Também um casal gay não casado não lhe dá o direito de visitar o amigo num hospital se esse for acometido por qualquer doença grave desde que este esteja sujeito a visitas somente de familiares, assim como mesmo vivendo em comunhão de bens não tem direitos sobre o património do falecido, mesmo depois de ser provado que esses bens foram adquiridos pelos dois com o esforço do seu trabalho.

 

     São as contradições das nossas leis quanto ao tratamento do seu povo em que somos todos iguais, segundo a Constituição da Republica, mas não tanto.

     Se eu for bissexual, ou seja. Casado com uma mulher em casa e lá fora em vez de te uma mulher como amante tiver um homem. (E há milhares). Tenho todos os direitos do mundo inclusive direito à adopção.

     Se uma lésbica casada quiser adoptar uma criança também não pode, no entanto pode ter um filho por inseminação artificial.

 

Os direitos às crianças estão contaminados.

 

     Segundo este e outros governos que mal nos tem dirigido preferem que uma criança seja institucionalizada toda a vida, em alguns casos até aos 18 anos e sofra na pele a falta do afago, carinho, compreensão e aprendizagem dos valores sociais. Em algumas instituições há promiscuidades sexuais entre criança e adolescentes. A Casa Pia é um exemplo.

 

     No dia 17 de Maio próximo (Dia contra a Homofobia) vai novamente e pelas mãos do PS e do Bloco de Esquerda debater no Parlamento os Projectos de lei sobre a adopção de crianças por casais homossexuais. Espero que em abono da saúde mental das crianças (Os homens do amanhã) reconheçam que efectivamente é melhor serem criados junto de quem os ama que dentro de uma instituição.

 

     Infelizmente quando acabei esta história de vida já tinha acontecido o tal 17 de Maio onde iria ser debatido novamente a adopção de crianças por casais homossexuais, que mais uma vez foi chumbada no entanto, conseguiu passar o Projecto de co-adopção aprovado com 99 votos a favor, 94 contra e 9 abstenções agora. Agora um casal do mesmo sexo já pode morrer descansado pois os filhos adoptantes já ficam salvaguardados pela sua parentalidade ficando assim salvaguardados os seus direitos legais iguais aos dos filhos reais.

 

     A história que conto a seguir nada tem a ver com o Shane e Tom apresentado no vídeo mas uma história de vida entre jovens homossexuais que ainda vivem estes traumas, derivado à incompreensão dos adultos, contada à minha maneira.

     Espero que gostem.

 

Mas vamos à história. (Ir para parte II)

 

Qualquer semelhança com factos reais é mera coincidência. O geral ultrapassa a ficção.

As fotos aqui apresentadas são livres de copyright e retiradas da Net.

 

 

              Nelson Camacho D’Magoito

            “Contos ao sabor da imaginação”

                  de Nelson Camacho

 
 
 
 

 

Estou com uma pica dos diabos:
música que estou a ouvir: my way
publicado por nelson camacho às 09:08
link do post | comentar | favorito
|

.No final quem sou?

.pesquisar

 

.Outubro 2017

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.posts recentes

. A busca de ser importante...

. Palavras de Hitler

. Um dia, num lar de idosos...

. Eu era homofóbico

. A prostituição mora no Pa...

. Um amigo colorido

. Namorados

. A Intrusa

. Sábado chato para um amig...

. Um Recado

.arquivos

. Outubro 2017

. Setembro 2017

. Fevereiro 2017

. Janeiro 2017

. Outubro 2016

. Setembro 2016

. Agosto 2016

. Julho 2016

. Junho 2016

. Maio 2016

. Abril 2016

. Março 2016

. Fevereiro 2016

. Janeiro 2016

. Dezembro 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Janeiro 2009

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

.tags

. todas as tags

.favorito

. Sai do armário e mãe pede...

. Eurovisão

. Depois de "All-American B...

. Raptada por um sonho ...

. Crónica de um louco senti...

. Terminei o meu namoro!!‏

. Dois anjos sem asas...

. Parabéns FINALMENTE!!!!

. Guetos, porque não?

. “Porque razão é preciso t...

.A Tua visita conta

web counter free

.Sempre a horas para criticar

relojes web gratis

.Art. 13, n.º 2 da Constituição

Ninguém pode ser privilegiado, benificiado, prejudicado, privado de qualquer direito ou isento de qualquer dever em razão de ascendência, sexo, raça, língua, território de origem, religião, convicções políticas ou ideológicas, instrução, situação económica, condição social ou orientação sexual.
blogs SAPO

.subscrever feeds