Quarta-feira, 2 de Janeiro de 2008

Fim, acabou, terminou, foi-se

 Fim!

 Acabou!

 Terminou!

 Foi-se.

 Não há volta a dar.

     Como tudo na vida, o tempo também acaba!

                                                                         O tempo para viver,

                                                                         O tempo para amar,

                                                                         O tempo para sonhar,

                                                                         O tempo para ter tempo,

                                                                         O tempo do tempo.

                                                                         Ou seja, o tempo de um ano

Acabou 2007   Viva 2008

-----------------------------------------------------------------------------

   O tempo de um espaço de tempo para viver uma vida emprestada, que alguém ou

   alguma coisa nos fez passar por entre os vivos. 

   Foi no espaço de tempo em que tocaram as doze badaladas, que a um canto, de

   olhos serrados e antes dos cumprimentos da praxe para a ocasião, procurei caras.

     Quando procuramos caras é porque não encontramos a nossa própria cara!

     A nossa alma!

     O nosso eu!

     A nossa vontade!

     A nossa existência!

     Quando estamos fartos da vida que atravessamos!

     Quando estamos fartos de viver!

     A caras que procuramos são os nossos eus que perdemos!

     São os sonhos que acabaram!

     São o deambular pelos tempos que passamos.

     Os maus e os bons momentos!

     As pessoas que perdemos de uma forma ou de outra

     Os caminhos que percorremos, os bons e os maus, e já não temos tempo de  

     remediar o passados.

     Quando procuramos caras, procuramos um passado que já foi e não volta mais!

Naquele momento, enquanto iam tocando as doze badaladas da meia-noite prognosticando a passagem de mais um ano, fiquei triste, chorei para dentro e  como 

uma despedida, procurei todo um passado de coisas e caras que já não voltam mais.

Fiquei mais triste ainda e com a pressão que fazia na taça de champanhe, não fora um toque amigo de uma amiga, perguntando-me o que se passava, quase a partia, mas não, caiu simplesmente aos nossos pés partindo-se em mil pedaços como os meus pensamentos do momento. Respondi simplesmente:-Não foi nada, foram apenas os meus fantasmas, mas já lá vão. Combinámos aparecer noutro dia!

A minha amiga, beijou-me na testa como se meu filho fosse e assim ficámos dois segundos, tempo suficiente para os meus fantasmas partirem. Abraçámo-nos, voltei à festa beijando todo o mundo, esperando ainda encontrar a face de quem não estava.

               Para vocês que me lerem......

               Não se agarrem ao passado e façam favor de serem felizes.

Nelson Camacho d’Magoito

 

Estou com uma pica dos diabos: e hoje já chorei tudo
música que estou a ouvir: Recordar é viver
publicado por nelson camacho às 19:20
link do post | comentar | favorito
|
3 comentários:
De Fernando Seromenho a 4 de Janeiro de 2008 às 18:28
Senhor Nelson, por acaso vim parar a este blog que me despertou atenção pela forma como terminou o seu ano. Quanto a mim, nem triste nem alegre, mas com uma grande saudade do passado. Você deve ser daquelas pessoas que sente e que ama, ama muito e isso é bom. Procurei tudo o que consta na net em seu nome e descobri que pela forma como escreve e apresenta os problemas, é diferente de muita gente que escreve nestes espaços livres. Até as histórias eróticas eu gostei. Vou ficar seu fã e indicar seus blogs ao meu alunos.
Bem aja e Bom ano
Fernando Seromenho (professor)
De Sara a 7 de Fevereiro de 2008 às 10:23
Olá Nelson,
Às vezes bem queria esquecer certas coisas, caras e sei lá mais o quê! Sério. Queria tanto. ..Mas tanto...Por mais que me esforce não consigo. Se pudesse entrar numa centrifugadora e libertar-me em mil pedaços fazia-o...A vida é excepcional e estúpida também. Há já algum tempo que visito os teus blogs. Gosto. És diferente, genuíno...Um abraço Nelson. Fica bem.
De nelson camacho a 7 de Fevereiro de 2008 às 14:26
Olá Sara
Obrigado por ler e confessar que gosta dos meus blogs. É um incentivo para continuar. O ser diferente e genuíno é o que todos nós devíamos ser.
É preciso não ter medo de ser diferente.
Se poder, oiça a canção "amiga" incerta num CD de Marco Paulo "amor sem limites". É uma interpretação deste artista com Maria João Quadros.
Um abraço de carinho
Nelson Camacho

Comentar post sem tretas

.No final quem sou?

.pesquisar

 

.Outubro 2017

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.posts recentes

. A busca de ser importante...

. Palavras de Hitler

. Um dia, num lar de idosos...

. Eu era homofóbico

. A prostituição mora no Pa...

. Um amigo colorido

. Namorados

. A Intrusa

. Sábado chato para um amig...

. Um Recado

.arquivos

. Outubro 2017

. Setembro 2017

. Fevereiro 2017

. Janeiro 2017

. Outubro 2016

. Setembro 2016

. Agosto 2016

. Julho 2016

. Junho 2016

. Maio 2016

. Abril 2016

. Março 2016

. Fevereiro 2016

. Janeiro 2016

. Dezembro 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Janeiro 2009

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

.tags

. todas as tags

.favorito

. Sai do armário e mãe pede...

. Eurovisão

. Depois de "All-American B...

. Raptada por um sonho ...

. Crónica de um louco senti...

. Terminei o meu namoro!!‏

. Dois anjos sem asas...

. Parabéns FINALMENTE!!!!

. Guetos, porque não?

. “Porque razão é preciso t...

.A Tua visita conta

web counter free

.Sempre a horas para criticar

relojes web gratis

.Art. 13, n.º 2 da Constituição

Ninguém pode ser privilegiado, benificiado, prejudicado, privado de qualquer direito ou isento de qualquer dever em razão de ascendência, sexo, raça, língua, território de origem, religião, convicções políticas ou ideológicas, instrução, situação económica, condição social ou orientação sexual.
blogs SAPO

.subscrever feeds