Quarta-feira, 23 de Janeiro de 2008

Marco Paulo - parabéns

         Marco Paulo

         faz hoje anos, Parabéns

 

     O meu amigo Marco Paulo fez hoje, 21 de Janeiro de 2008, 63 anos de idade e já percorreu 41 de carreira como cantor.

     Quantas recordações me trespassaram pela cabeça no momento em que sentado frente ao computador debitando no mesmo meus escritos, sou interrompido pelo aviso informático pelo calendário da Microsoft a alertar-me que fazias anos. Parei tudo o que estava a fazer e fui ao baú de recordações e por lá encontrei fotografias e prospectos interessantes de quando éramos mais jovens e encontrei uma que aqui fica para recordação de um intervalo de espectáculo qualquer em uma terra também qualquer. Já não me lembro se eram admiradoras ou colegas de então.

     Eram outros tempos em que fora dos palcos éramos cidadãos como quaisquer outros, mas bastante cúmplices nas nossas amizades.

     Pós 25 de Abril, tiveste coragem suficiente para seguir esta carreira que tem sido abençoada por Deus, eu nem tanto, casei-me, estraguei tudo.

     Toda a gente sabe quem tu és, no entanto, como os meus bloges são lidos por uma camada mais jovem, vou postar aqui em homenagem à nossa amizade, um pouco da tua história com os meus sinceros parabéns e o desejo que continues a vida que escolhestes e com quem casaste, (com o teu publico).

 

--------------------------------------------------------------------------------------------------

        Marco Paulo

                     Contestado e adorado

 

 

     João Simão de seu nome próprio, é o terceiro dos quatro filhos da família Silva. Nasceu a 21 de Janeiro de 1945 em Mourão, terra natal da mãe, de onde saiu cedo devido à profissão do pai, fiscal de finanças, que obrigou a família a uma itinerância durante alguns anos, até se fixarem definitivamente no Barreiro.


     Depois de curtas passagens por Alcabideche, Arcos de Valdevez e Celorico de Basto, foi em Alenquer a sua maior permanência: 12 anos. Foi lá que iniciou a escola primária, mas o prazer de cantar começou mais cedo: aos seis anos já trauteava as canções da rádio e quem o ouvia costumava oferecer-lhe bolos e rebuçados.


     No entanto, foi em Alenquer que se apaixonou pela música. Começou por cantar nas festas da escola, para lhe ganhar o gosto nas festas dos Santos Populares. Ciente de que a vocação artística não agradava ao pai, que o queria à força ver funcionário público, fugia de casa à noite para ir cantar à roda das fogueiras.


     Fascinado pelas cantigas de Maria de Fátima Bravo, Maria José Valério, Tristão de Silva e Amália, Joselito viria a ser o primeiro ídolo do cantor. Apenas com 10 anos, deu o primeiro espectáculo: desafiaram-no para cantar num casamento e até hoje orgulha-se de ter sido a alegria daquela festa.


     Seguiram-se muitas outras actuações em festas da terra em que as pessoas, encantadas com a voz do pequeno João Simão, mandavam guloseimas para o palco. Com 15 anos ganhou o seu primeiro cachet: 50 escudos e um garrafão de vinho!


     Para ajudar os parcos recursos familiares, Marco Paulo começou a trabalhar cedo: o seu primeiro emprego foi numa loja de fazendas, depois numa farmácia de um amigo do pai, uma experiência traumatizante, não só porque tinha de se levantar às seis da manhã, mas sobretudo porque passava o dia a lavar frascos numa banheira. A seguir conseguiu arranjar emprego no escritório duma fábrica no Carregado e, já no Barreiro, foi trabalhar para o escritório de uma fábrica de plásticos, enquanto estudava à noite na Escola Alfredo da Silva.

 

     A transferência do pai para o Barreiro acabou por ajudar a definir a vida artística do filho. Pouco tempo depois, já cantava nas colectividades de recreio, assim como nos bailaricos e festas locais.


     Consciente da sua indiscutível qualidade vocal mas também da necessidade de apurar a técnica, decidiu ter aulas de canto com Corina Freire, uma das melhores professoras do seu tempo. Foi lá que conheceu Cidália Meireles que não hesitou em convidá-lo para o seu programa de música portuguesa “Tu Cá, Tu Lá” na RTP. O sucesso foi tal que pouco tempo depois voltava novamente à televisão. Atento ao surgimento de novos talentos, Mário Martins, um dos mais carismáticos produtores da Valentim de Carvalho, desafia-o a gravar um disco. Já lá vão 40 anos!


     De então para cá, Marco Paulo nunca mais parou de surpreender. Participou em três Festivais RTP da Canção, e embora nunca tenha vencido nenhum, foram momentos muito emocionantes. E não esquece o dueto "Tu Só Tu Anouschka", que gravou com Simone de Oliveira quando a artista estava no auge da sua carreira.

 

      Na tropa calhou-lhe a Guiné, um dos piores destinos da guerra do Ultramar, mas nem os dois anos de afastamento forçado dos discos e das canções, lhe esmoreceram a esperança de chegar onde queria. Esteve quase para não ir, lembro-me tão bem como se fosse hoje. Quando me fui despedir dele ao Cais de embarque, depois de ter chegado a entrar no navio, mandaram-no embora (havia muitos pedidos para não ir) apareceu-nos á nossa frente, estava eu, minha Mãe e a sua e o nosso empresário de então, o Arlindo Conde. Mas acabou por ir mais tarde de avião.

 

     Quando regressou a Lisboa e Mário Martins lhe apresentou "Eu Tenho Dois Amores", canção que nunca gostou pois no seu entender, tem um refrão demasiado fácil, repetitivo, no entanto, nunca imaginou que aquela cantiga, que não queria cantar, viesse a ser um dos maiores sucessos da sua carreira, e ainda hoje continua a ser a preferida do público, sendo obrigatório canta-la em todos os concertos.


     Para Marco Paulo, canções como "Maravilhoso Coração, Maravilhoso", “Amor Eterno” e, mais recentemente, "Nossa Senhora", têm muito mais a ver consigo, mas hoje reconhece que "Dois Amores" foi o estoiro que precisava.


     Depois de 30 anos de ligação à EMI Valentim de Carvalho e a Mário Martins, o artista opta pela Zona Música e por Ramon Galarza, (filho de Shegundo Galarza, com quem chegámos a gravar) o seu novo produtor, com quem confessa ter uma excelente relação profissional e de amizade. Sobre a nova editora, Marco Paulo sublinha a juventude e o empenho da equipa com quem, aliás, manifesta vontade de continuar a trabalhar nos próximos anos. Porque, como gosta de dizer, vai cantar até sentir que tem capacidades físicas, mentais e vocais para o poder fazer. Quando deixar de ter, com a mesma dignidade com que entrou, espera sair...

 

     Marco Paulo nunca foi bem compreendido pelos seus pares e pelos pseudo-radialistas, chegando a alcunha-lo de cantor pimba. Ainda hoje tem uma certa dificuldade em que os compositores portugueses escrevam para ele, eis porque todas ou pelo menos 95 % das suas canções são versões de músicas internacionais, onde se sente muito bem. A maioria das versões é de António José, um dos maiores portugueses que todos nós gravamos.

 

     Para contrariar os seus delatores só há uma resposta. O carinho com que o público o aceita, percorrendo já várias gerações e ser o detentor do maior número de discos de ouro e platina atribuídos a um só artista em Portugal. (No total 75 galardões e mais de três milhões de discos vendidos)

 

     E para os invejosos roerem num corno, também contrariamente a outro qualquer artista português, teve dois programas de grande audiência na RTP  “Eu Tenho Dois Amores” e mais tarde, em 1966 “Música no Coração”.

 

     É neste ano que lhe é descoberto um tumor no cólon, o qual é removido com êxito, embora sofra bastante derivado à quimioterapia a que é sujeito.

  

     Em 1997, lança o Álbum “Reencontro”. Foi a resposta à batalha que teve contra cancro, encontrando-se felizmente devidamente recuperado.

 

Três das suas últimas maiores obras, quanto a mim, são os álbuns:

 

- “35 Anos da Nossa Música” onde interpreta “O Grito” em fado de Amália e “Nossa Senhora”de Roberto Carlos e Erasmo Carlos.

 

- “Amor Sem Limites”com temas de Roberto Carlos onde interpreta em conjunto com Maria João Quadros a canção “Amiga”, que é um hino à amizade e ao amor.

 

- “40 Anos de Amor Eterno”, onde tem “Que Pecado” de, Roberto Livi e Rafael Ferro

 

     Com 63 anos de idade e 41 de carreira oficial, para premiar o seu público (com quem casou), vai gravar um novo disco, mas desta vez com canções só suas, em vez de versões de temas de outros cantores.

 

     Marco Paulo ficará para a história da música ligeira nacional, como um caso a estudar. Detentor de uma voz e afinação raras, o cantor é, na minha opinião a maior estrela "pop" da música portuguesa do seu tempo.

 

     Muito mais se poderia dizer sobre o meu amigo e ex colega Marco Paulo, mas este post é somente para lhe dar os parabéns e a todos os seus admiradores que têm a possibilidade de o ainda ir vendo e ouvindo.

Marco Paulo e

 Nelson Camacho

 nos anos 60

 

Um grande abraço de amizade

       Nelson Camacho

          Nelson Camacho D'Magoito

 

 

 

Estou com uma pica dos diabos: e vontade de dar um abraço
música que estou a ouvir: Amor sem limites
publicado por nelson camacho às 21:03
link do post | comentar | favorito
|
17 comentários:
De Cidália a 26 de Janeiro de 2008 às 11:04
Que bom ter um amigo assim. Também acho que os anos não contam o que conta é a amizade.
Como você diz, já lá vão uns anos que os vi trabalharem juntos, cada um no seu género, eu era fã dos dois. Hoje já estou um pouco velhota, continuo a ouvir e gostar do M.Paulo . Tenho pena que os Nelson tenha deixado de cantar, era um dos bons cantores da época.
Beijinhos aos dois
Cidália
De Branquinha de Sintra a 26 de Janeiro de 2008 às 11:11
Raramente venho à net , mas quando venho, normalmente venho visitar os blogs do Nelson Camacho, pois gosto do que escreve e das suas opiniões, hoje fiquei surpreendida por saber que também tinha sido cantor e era amigo do Marco Paulo . Aos dois parabéns, um porque canta bem e faz anos e ao outro porque escreve bem e não se esquece dos amigos. Amigos assim, há poucos.
Branquinha
De Maria Helena a 27 de Janeiro de 2008 às 07:44
Hoje o meu entretenimento na vida é buscar coisas interessantes na net o que vai sendo raro, pois muita gente escreve nos blogues coisas sem nexo, não sendo o caso do Nelson Camacho que eu admiro sobre o que escreve e já admirava quanto cantor e que leio atentamente tudo o que escreve, tanto neste blogue, onde critica o dia a dia, nos transfere as suas ideias e nos dá as suas emoções, o “historias & historietas” onde nos relata ou inventa sem nos ofender porque o faz em termos literários, historias do dia a dia de amores proibidos.
Mas vamos ao post de hoje “ Marco Paulo – parabéns” . Como é possível ao fim de tantos anos este homem lembrar-se que um colega das cantigas fazia anos? É preciso ser mesmo amigo, e o faz de forma tão digna e sincera? Hoje Marco Paulo está de parabéns duas vezes, uma porque faz anos e outra que um amigo se lembrou dele.
Parabéns a Nelson Camacho.
Maria Helena
De Maria Helena a 27 de Janeiro de 2008 às 07:52
Esqueci-me mas ainda vou a tempo.
Muitos beijinhos ao Nelson e ao Marco Paulo e a todos os que inserem aqui os seus comentários
Maria Helena
De um "amigo" a 22 de Julho de 2008 às 19:24
o Marco tem muitos amigos, enfim, já teve mais do que tem agora !
Um dia disse-lhe : " tu, hás-de acabar em cima de um palco, de bengala ! " . o Mário Martins que estava presente, fartou-se de rir . Era um bacano , o Mário Martins !
também tem muitas fãs, sobretudo ao Domingo. Reparei que quando cantava ao Domingo à tarde , traziam-lhe muitos mais ramos de flores do que aos Sábados à noite . eu até levantei a hipótese de que, essas fãs dos Domingos roubavam as flores fresquinhas , nos cemitérios , muito mais floridos aos domingos de manhã, do que aos Sábados ! Entre as fãs, completamente apanhadas, havia uma residente em França, a madame qualquer coisa ......... se calhar jà morreu , às tantas !

até seria giro abrir um blog sobre anedotas da vida ( privada ) do Marco Paulo
De nelson camacho a 22 de Julho de 2008 às 21:52
Amigo “amigo” obrigado por vir até cá.
Gostei do seu comentário e como levamos a vida a aprender, não sabia que o Mário Martins também tinha cantado, mas isso não interessa nada. O seu sarcasmo sobre oferta de flores é mesmo bommmmmmm!
Quanto ao fazer um blog sobre a privacidade de alguém é sempre um perigo, pois todos têm telhados de vidro.
Um abraço e apareça sempre que lhe prover.
De um a 27 de Julho de 2008 às 16:29
e voltei .....
gostava de esclarecer, que eu não disse que o Mário Martins cantou, mas sim que estava presente quando eu disse ao Marco : " tu hás-de acabar em cima de um palco de bengala na mão ! "
também não disse que seria giro escrever um blog sobre a vida privada , mas sim sobre pequenas anedotas da vida , que eventualmente se teriam passado em privado, mas diante de muita gente, muitos amigos , enfim , coisas talvez engraçadas , mas desconhecidas do publico, passadas num comboio, num restaurante , num aeroporto, etc. etc. como por exemplo, numa passagem por Saint Tropez , o Marco queria à força ver a casa da Brigitte Bardot. Ninguém sabia onde era , e houve um que teve uma ideia , mostrou-lhe um muro , disse que a casa estava por de traz e que não se podia ver , ele calou-se e foram-se todos embora.
Quanto às flores, eu não inventei nada, contentei-me de reparar que recebia muitas flores aos Domingos, dias em que a maioria das lojas de flores estão fechadas , e ao Sábado quase nenhuma !

inté, como dizem no Alentejo
De Nicas a 13 de Novembro de 2008 às 01:41
Boa noite,
Sei que não tem nada a ver com este post. E que para dar os parabens ao grande "Marco Paulo" já vou muito atrasada. Mas só lhe queria dizer que estava a fazer uma pesquisa que me levou ao seu blog. Fiquei espantada de se lembrar do Sr. Arlindo Conde. Pois já ninguem se lembra dele, nem do que ele fez por tanta gente. Pena que quando uma pessoa chega a uma certa idade, fique esquecida.
Muito obrigada.

De nelson camacho a 13 de Novembro de 2008 às 23:19
Nicas já tive oportunidade de responder-lhe em outro comentário. Para já renovo os meus agradecimentos por vir até mim. Quanto ao Arlindo Conde vou recorda-lo num próximo post . Julgava que já não estava entre nós. Se tiver o seu número de telefone mande-mo por via E-mail, por favor. Um abraço Nelson Camacho
De ssdf a 11 de Outubro de 2010 às 16:57
http://www.seleccoes.pt/marco_paulo
De um amigo a 21 de Janeiro de 2009 às 14:11
Mais um ano, mais um aniversário.
Longa vida ao rapazote da CUF, muitos parabéns e espero que hoje, a ceia, não seja o tal arroz de frango !
De tininha a 22 de Outubro de 2009 às 09:23
adorei visitar o seu blog,esta lindo.
para falar sobre marco paulo,todas as palavras são poucas,ele é,sem duvida nenhuma,o maior cantor portugues.
adoro o marco paulo!
tambem tenho um hi5,e um pequeno album de fotos,onde lhe presto homenagem.
podem visita-lo:
http://heleninha28.hi5.com
beijinhos!!!
De laite a 8 de Outubro de 2010 às 18:47
Devo confessar que não sou grande fã do Marco Paulo mas que gosto de algumas coisas como "Canção Proibida", "Anita", entre outras. No texto diz que o "Eu Tenho dois Amores" foi a canção apresentada após o seu regresso. A canção é de 1980 ou 1981 por isso muito depois da guerra colonial. A canção que marcou a grande viragem na sua carreira foi o "Canção Proibida". A sua melhor colectânea chama-se "Ouro e Platina" e começa com essa canção. Num segundo disco aparecem os temas da década de 60 e mais algumas até 1976 ou 1977.
De Joana de Castro a 7 de Novembro de 2011 às 12:05
Bom dia!

Encontrei o seu blog através de uma pesquisa sobre Marco Paulo.

Gostaria de ter conhecimento dos seus últimos lançamentos e da agenda de próximos concertos....será que me pdoe ajudar?

já fiz várias pesquisas na internet, mas nem um clube de fãns encontro...

Obrigada
De nelson camacho a 10 de Novembro de 2011 às 18:17
Amiga Joana Castro antes do mais, agradeço a sua visita a este meu blog, já visitei o eu e gostei bastante. Quanto aos concertos actualmente marcados do Marco Paulo não me é possível nesta altura informa-la no entanto, nesta altura postei a discografia deste artista. Espero que fique satisfeita e umas beijocas . Nelson Camacho

Comentar post sem tretas

.No final quem sou?

.pesquisar

 

.Outubro 2017

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.posts recentes

. A busca de ser importante...

. Palavras de Hitler

. Um dia, num lar de idosos...

. Eu era homofóbico

. A prostituição mora no Pa...

. Um amigo colorido

. Namorados

. A Intrusa

. Sábado chato para um amig...

. Um Recado

.arquivos

. Outubro 2017

. Setembro 2017

. Fevereiro 2017

. Janeiro 2017

. Outubro 2016

. Setembro 2016

. Agosto 2016

. Julho 2016

. Junho 2016

. Maio 2016

. Abril 2016

. Março 2016

. Fevereiro 2016

. Janeiro 2016

. Dezembro 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Janeiro 2009

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

.tags

. todas as tags

.favorito

. Sai do armário e mãe pede...

. Eurovisão

. Depois de "All-American B...

. Raptada por um sonho ...

. Crónica de um louco senti...

. Terminei o meu namoro!!‏

. Dois anjos sem asas...

. Parabéns FINALMENTE!!!!

. Guetos, porque não?

. “Porque razão é preciso t...

.A Tua visita conta

web counter free

.Sempre a horas para criticar

relojes web gratis

.Art. 13, n.º 2 da Constituição

Ninguém pode ser privilegiado, benificiado, prejudicado, privado de qualquer direito ou isento de qualquer dever em razão de ascendência, sexo, raça, língua, território de origem, religião, convicções políticas ou ideológicas, instrução, situação económica, condição social ou orientação sexual.
blogs SAPO

.subscrever feeds