Segunda-feira, 4 de Fevereiro de 2008

Parabéns a Alberto João Jardim

        Parabéns a Alberto João Jardim

 

Começa a ser habito dedicar os meus parabéns neste meu blogue, principalmente por esta ou outra forma estar ou ter estado ligado à pessoa em questão.

Hoje venho dar os meus parabéns a Alberto João Jardim

Não me posso esquecer que a minhas raízes são de origem madeirense, até lá tenho uma avenida com o nome de um bisavô “ Av.: dos Condes de Carvalhal”.

 Nos anos sessenta por lá estive durante quase um ano e como diz o outro “fui muito feliz”. Fiz alguns espectáculos no Teatro Municipal assim como em alguns Hotéis de então.

Para que se prove que assim foi, uma fotografia de um dos espectáculos no Teatro Municipal. Era um espectáculo e não concerto como se diz agora, pois era preenchido de canções, imitações e anedotas que durava duas horas seguidas em cena. Era um género que já não se faz hoje, poderíamos dizer, uma mistura de concerto com stan up de agora. A anteceder o espectáculo era projectado um filme sem intervalo e depois lá entrava eu em cena acompanhado por uma orquestra (era tudo ao vivo ali não havia playbek), outros tempos.

Mas como não estou aqui para falar do artista e sim do Alberto João, para os continentais menos informados da pessoa do Dr. Alberto João aqui fica uma simples e curta história deste Senhor que eu admiro bastante, (só tenho pena que não tenha coragem para vir para o continente endireitar isto). Já neste blogue tive oportunidade de falar dele, no post ”Madeira»”.

 

 

 

Alberto João Cardoso Gonçalves Jardim, actual Presidente do Governo Regional da Madeira desde Março de 1978, é um convicto Madeirense e nasceu na cidade do Funchal a 4 de Fevereiro de 1943.

 

Depois de feito a sua licenciatura em Direito na Universidade de Coimbra, passou por várias profissões.    

Desde professor, jornalista, administrador de empresas e director do Centro de formação Profissional da Madeira, ingressando assim, na função pública, depois de ter concluído o estágio de advocacia.

 

O seu serviço militar foi cumprido como Oficial de Acção Psicológica em Lisboa e na Madeira.

 

É co-fundador do Partido Social Democrata, onde tem desempenhado vários lugares políticos. 

 

Sendo Presidente do Governo Regional da Madeira, nesta qualidade, é membro do Conselho de Estado, do Conselho Superior de Defesa Nacional e do Concelho Superior de Segurança Interna da Republica Portuguesa.

 

Entre outros lugares que tem ocupado, como Vice-Presidente, membro de Comités de Concelhos da Europa, é actualmente membro-fundador da Assembleia das Regiões da Europa, cujo “bureau” já pertenceu.

 

É doutor «honoris causa» em Ciências Políticas pela Universidade de S. Cirilio (Itália).

 

Farto das politiquices do Governo na Nação, resolve em 19 de Fevereiro de 2007, apresentar a sua demissão do cargo de Presidente do Governo Regional em protesto contra a nova Lei de finanças Regionais que o Governo de José Sócrates apresentou. Os políticos do Continente ficaram todos satisfeitos mas como dizia a minha avó (saiu-lhes o cão pela culatra).

 O Presidente da Republica aceitou a sua renúncia e dissolve a Assembleia Legislativa da Região e convoca eleições antecipadas para 6 de Maio de 2007.

 

Para os delatores de João Jardim nada ficou a seu contento e veio-se aprovar ser um bom governante, vindo de novo a vencer e desta feita com maioria absoluta novamente e ain da reforçada.

 

      João Jardim tem algumas obras publicadas tais como:

      - “ A Experiência da Autonomia Regional da Madeira”

      - “ Regionalização, Europa, Estado e Poder Local”

      - “ A Tribuna Livre” (3 vols.)

      - " Pela Autonomia e o Desenvolvimento Integral” (2 vols.)

 

 No seu currículo tem várias condecorações nacionais e estrangeiras que derivado à sua extensa quantidade não vem a propósito neste meu texto.

 

Alberto João tem sido um homem de uma personalidade bastante polémica e contrariado pelos governos da nação, no entanto, nunca ninguém fez tanto por uma região em termos de desenvolvimento como ele o tem feito pela Madeira e que a maioria dos madeirenses agradece.

 

Exmo. Senhor  Dr. Alberto João Cardoso Gonçalves Jardim, certamente este texto não vai chegar às suas mãos, mas se chegar, é só para lhe dar os meus sinceros parabéns não só pelo seu aniversário como por tudo o que tem feito pela minha Madeira que embora esteja longe fisicamente, mas junto ao meu coração.

Bem aja.

 

Nelson Camacho d’Magoito (mas da Camacha)

 

 

 

 

Estou com uma pica dos diabos: e com saudade
música que estou a ouvir: As Bordadeiras de Max
publicado por nelson camacho às 02:38
link do post | comentar | favorito
|

.No final quem sou?

.pesquisar

 

.Fevereiro 2017

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
11
13
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28

.posts recentes

. Namorados

. A Intrusa

. Sábado chato para um amig...

. Um Recado

. As Borboletas

. Estou na prisão do tempo

. As minhas procuras no Nat...

. Pequenas coisas

. A história do Pátio do Ca...

. Finalmente libertei-me.

.arquivos

. Fevereiro 2017

. Janeiro 2017

. Outubro 2016

. Setembro 2016

. Agosto 2016

. Julho 2016

. Junho 2016

. Maio 2016

. Abril 2016

. Março 2016

. Fevereiro 2016

. Janeiro 2016

. Dezembro 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Janeiro 2009

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

.tags

. todas as tags

.favorito

. Sai do armário e mãe pede...

. Eurovisão

. Depois de "All-American B...

. Raptada por um sonho ...

. Crónica de um louco senti...

. Terminei o meu namoro!!‏

. Dois anjos sem asas...

. Parabéns FINALMENTE!!!!

. Guetos, porque não?

. “Porque razão é preciso t...

.A Tua visita conta

web counter free

.Sempre a horas para criticar

relojes web gratis

.Art. 13, n.º 2 da Constituição

Ninguém pode ser privilegiado, benificiado, prejudicado, privado de qualquer direito ou isento de qualquer dever em razão de ascendência, sexo, raça, língua, território de origem, religião, convicções políticas ou ideológicas, instrução, situação económica, condição social ou orientação sexual.
blogs SAPO

.subscrever feeds