Segunda-feira, 25 de Abril de 2016

O antes e o depois do 25 de Abril de 1974

25 de Abril 42 anos depois (metade da minha idade)

Estou satisfeito com tudo o que foi feito nestes anos, principalmente à obra que numa noite os trabalhadores e operários que estavam fartos de terem trabalho e uma vida certinha construíram numa só noite a “Ponte 25 se Abril” já posso passar para o lado de lá de carrinho. Do carrinho que ando a pagar às prestações à quatro anos.

Antes desta data tinha comprado um carro a pronto e com o ordenado de um ano.

Quando comecei a trabalhar em 1953 com uma remuneração diária de 15,00 Escudos hoje não dava para comprar uma esferográfica para escrever este texto.

Quando me chateei com o patrão aos 18 anos mudei-me para outro mesmo ali ao lado com um ordenado de 750,00 Escudos- Hoje, daria nem para um maço de tabaco.

Como já era homenzinho, passava os fins-de-semana com uma pega (hoje chama-se namorada colorida) Pagava tudo: Pensão, jantar, a dita e o cinema com 500,00 Escudos com que saia de casa. Hoje dava para um café e uma bola de Berlin.

 

ANTES: – Não havia liberdade para dizer mal do governo.

   

Hoje: Posso estar a escrever isto.

 

ANTES: – Não havia direito à greve. Mas havia uma defesa rigorosa dos direitos do trabalhador, com uma  fiscalização activa, que incidia sobre as condições de trabalho, classificação, remuneração, horário e idade Posso afirmar isto porque fui Inspector do antigo Fundo do Desemprego.


Hoje: ainda não entendi quem ganha com essa liberdade concedida.

No Antes: a Caixa de Previdências facultava a construção de uma habitação própria de qualquer trabalhador com o pagamento em prestações, diluídas no tempo.

 

Hoje: São os bancos que entram nesse negócio em condições tão especiais que mais tarde essas habitações passam a ser propriedade dos bancos.

 

ANTES: – Havia um país com ordem, com respeito e sem criminalidade.


Actualmente: - Não há ordem nem respeito pelo povo que é constantemente assaltado por criminosos e mafiosos do poder político.

Normalmente é preso quem rouba uma lata de conservas para comer enquanto há senhores do poder económico que nos rouba descaradamente e continuam à solta como nada tivesse acontecido.

Os direitos humanos passaram para os criminosos.

 

ANTES: – Só iam para o governo as pessoas mais competentes. Eram governantes responsáveis pelos bens e dinheiro públicos. O país era bem governado e a despesa pública era mínima. Não havia excesso de funcionários públicos, não haviam compadrios políticos e o máximo de capital era encaminhado para o investimento.

 

Hoje: - É tudo a roubar com negócios de submarinos, Helicópteros, carros de luxo para os governante e negócios de terrenos e edifícios com promessas que nunca são cumpridas mas nas algibeiras desses senhores entram avultados milhões de euros.

 

ANTES: – Tínhamos uma economia forte e saudável, com um crescimento sustentado dos maiores do mundo, senão o maior. Os trabalhadores aumentavam o seu poder de compra mais de 20% ao ano. E não havia desempregados.


DEPOIS: – Foi desbaratada a economia, aniquilado o crescimento e o desemprego aumenta progressivamente. O país caminha, assim, para a penúria.


Após o 25 de Abril de 1974, os trabalhadores perderam o ritmo de crescimento, não conservaram sequer o que ganhavam, em termos reais, e perderam poder de compra.

 

Hoje não é mais possível o aforro. É chapa ganha chapa gasta.

 

Hoje os nossos governantes dão todas as condições a quem nada fez por este país e aos que deram o coiro a cabelo por ele, são-lhes roubados os direitos e até as casas.

Acabaram com as pescas, as industrias, o comércio generalizado e o respeito pelo cidadão

Com este meu desabafo eu ei que me vão chamar nomes mas a verdade é que a maioria do povo por mais que digam vivem pior que o antes da revolução dos cravos que muito prometeram mas foi só para ele.

 

Hoje: pela parte que me toca vivo pior.

 

Salazar já foi considerado como um dos maiores investidores do século passado, ainda vai ser considerado como um dos maiores estadistas e dos mais inteligentes do século passado.

 

Hoje tenho mais medo de viver nesta ditadura com o nome de democracia que não respeitam ninguém, do que na ditadura do Salazar

 

Hoje festeja-se mais um 25 de Abril de 74. Que lhes sirva de bom proveito

 

Qualquer semelhança com factos reais é mera coincidência, ou não! O geral ultrapassa a ficção

              Nelson Camacho D’Magoito

              “As minha raivas” (cn-290)

                  © Nelson Camacho
2016 (ao abrigo do código do direito de autor)

Estou com uma pica dos diabos: Infeliz
música que estou a ouvir: Grândola Vila Morena
publicado por nelson camacho às 08:23
link do post | comentar | favorito
|
2 comentários:
De Anónimo a 25 de Abril de 2016 às 11:36
É só ladroagem neste país ...

Francisco
De nelson camacho a 27 de Abril de 2016 às 02:16
Obrigado por entenderes o que escrevo

Comentar post sem tretas

.No final quem sou?

.pesquisar

 

.Setembro 2017

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30

.posts recentes

. Um amigo colorido

. Namorados

. A Intrusa

. Sábado chato para um amig...

. Um Recado

. As Borboletas

. Estou na prisão do tempo

. As minhas procuras no Nat...

. Pequenas coisas

. A história do Pátio do Ca...

.arquivos

. Setembro 2017

. Fevereiro 2017

. Janeiro 2017

. Outubro 2016

. Setembro 2016

. Agosto 2016

. Julho 2016

. Junho 2016

. Maio 2016

. Abril 2016

. Março 2016

. Fevereiro 2016

. Janeiro 2016

. Dezembro 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Janeiro 2009

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

.tags

. todas as tags

.favorito

. Sai do armário e mãe pede...

. Eurovisão

. Depois de "All-American B...

. Raptada por um sonho ...

. Crónica de um louco senti...

. Terminei o meu namoro!!‏

. Dois anjos sem asas...

. Parabéns FINALMENTE!!!!

. Guetos, porque não?

. “Porque razão é preciso t...

.A Tua visita conta

web counter free

.Sempre a horas para criticar

relojes web gratis

.Art. 13, n.º 2 da Constituição

Ninguém pode ser privilegiado, benificiado, prejudicado, privado de qualquer direito ou isento de qualquer dever em razão de ascendência, sexo, raça, língua, território de origem, religião, convicções políticas ou ideológicas, instrução, situação económica, condição social ou orientação sexual.
blogs SAPO

.subscrever feeds